Out 22 2012

Portugal e o futuro

Publicado por as 14:12 em Geral

Em apenas um ano, a população activa portuguesa perdeu 65 mil jovens, com idades entre os 25 e os 34 anos, em grande parte, devido à imigração. Uma queda que, revelam os inquéritos realizados pelo Instituto Nacional de Estatística ao mercado de trabalho, se agudizou nos primeiros seis meses deste ano, com uma perda de 44 mil jovens.

Estes números não deixam margens para dúvidas: Portugal não tem futuro.
(notícia)

Share

5 Resposta a “Portugal e o futuro”

  1. atento diz:

    Portugal não tem futuro ou levará muito tempo para voltar a ter. E para que isso possa voltar a acontecer, para que os portugueses voltem a ter esperança, é necessário o país ser governado por gente séria e com capacidade técnica e que perceba que não é tirando quase tudo às pessoas que a economia volta a crescer, que este país tem futuro. Este governo tem sido uma enorme desilisão a todos os níveis, está a seguir o caminho errado, está a caminhar para o abismo. E foram todos os governos dos últimos 20 a 30 anos para cá, os responsáveis por se chegar a esta situação dramática, com especial enfase para os 2 governos de Sócrates que deixaram este país com uma dívida brutal e à beira da bancarrota. Culpados: PSD/CDS e PS porque têm sido governo e também todos nós porque deixamos que isto aconteça e continuamos a pôr a cruzinha nos mesmos de sempre.

  2. ATENTO diz:

    “…população activa portuguesa perdeu 65 mil jovens……………..devido à IMIGRAÇÃO.”
    MISTÉRIO………………

  3. FB diz:

    Infelizmente o gráfico futuro continua em queda com a tentação efectiva da imigração, a pergunta que se coloca é se não foi o actual governo que através dos seus membros o sugeriu e que a realidade portuguesa a isso obriga, porque a luz ao fundo do túnel é neste momento invisível e a bateria está gasta.

  4. José Costa diz:

    Espero bem ,que o nosso inefável ministro das finanças, não veja nisto uma fonte de receitas e apresente aos doutos tribunos da Assembleia (que depressa aprovarão) uma taxa, sobre o direito de ir trabalhar para o exterior, que numa segunda fase se estenderá mesmo aos que cá ficarem penando por um ordenado equivalente ao praticado no Mali.

  5. Campaniço da cidade diz:

    @atento:
    Então as coisas (em seu entender) talvez se resolvessem com governos do PC ou do BE ????
    Temos pena…… o povo português não está para ai virado. Apesar de tudo e com todos os erros e deslizes, tudo é preferível, do que ser governado pelos comunas. É de pasmar a atenção de certas pessoas! Comunismo….. nunca mais, bem bastaram os tempos do gonçalvismo e do verão quente de 75.

Deixe Uma Resposta