Mar 22 2012

O peso das minorias

Publicado por as 14:30 em Geral

Hoje é um dia particularmente feliz para as minorias. Com os seus 8% (expressão eleitoral do PCP/CGTP) impõem ao país os devaneios e as consequências daquilo a que chamam justa luta. Pouco interessados em tirar o País do buraco, tudo farão para que o desemprego aumente pois só assim sobreviverão para apregoar a cartilha da luta de classes e de outras coisas que, felizmente, não criram muitas raízes nas sociedades livres e democráticas.
À noite estaremos atentos à divulgação dos números e do peso das minorias. E do pesadelo para uma larga maioria de portugueses.

Share

13 Resposta a “O peso das minorias”

  1. Vítor Fernandes diz:

    Engano, João. A larga, bem larga, atendendo às últimas sondagens PS+PSD+CDS, terão bem mais de 80% dos votos nas próximas eleições.A larga, bem larga maioria, não sofrerá de nenhum pesadelo pois estão no caminho que escolheram. A larga bem larga maioria, está feliz com os cortes nos subsídios de férias e de natal, com o aumento do desemprego, com os despedimentos por “inaptidão” para o lugar, pelo aumento do IVA na luz e em outros produto essenciais, no IRS e com os cortes no subsídio do desemprego. A larga bem larga maioria, que no fim das contas é a mesma larga e bem larga maioria que chora Salazar e Caetano pelas esquinas e ruas sombrias ou não, já decidiu. Este é o caminho e nas próximas eleições, os três partidos da troika voltarão a ter o caminho livre para continuarem a mandar emigrar os portugueses e a vender ao desbarato o país aos chineses ou a outros quaisquer. Engano, João. Quem está a passar por um pesadelo é a minoria que não se conforma com isto. Infelizmente num país de cobardes, estas minorias valem apenas aquilo que valem. Queres que acabe com viva Salazar ou já está bem assim?

  2. VIGILANTE AO LONGE diz:

    Esta greve, pseudo geral, foi uma vã tentativa do “rapaz” da CGTP mostrar que é alguém e que pode mandar no país. Como se sabe é membro do comité central do PCP e então tem de fazer o seu papel.
    Onde está o sentido “democrático” destes vermes ? Com 8%, querem fazer parar um país, como se tivessem uma larga maioria. Se eles algum dia fossem maioria (felizmente isso é cada vez mais difícil), acabavam-se de vez as greves: as justas, as injustas, as gerais, as parciais e toda e qualquer tentativa de protesto.
    É lamentável que numa situação de crise que assola o país de norte a sul, se dificulte a vida daqueles que querem e têm necessidade de trabalhar para ganhar o seu sustento diário. Os números da greve vão ser largamente inflacionados, porquanto, muita gente não pode comparecer ao trabalho por dificuldade de transporte ou porque as escolas ou infantários dos filhos se encontravam fechadas. A CGTP, enquanto estrutura super organizada do PCP, capitaliza a seu favor, todos aqueles que não foram trabalhar, independentemente das razões que a isso levaram.
    O PCP, o BE, CGTP e demais esquerda retrograda, invejosa e inconsequente, desejam e pugnam para que o país continue a viver em crise, seguindo a teoria de quanto pior melhor, pois só assim conseguem sobreviver e apregoar os seus fantasmas.
    Quanto mais próspero for o país, menos comunistas há ! Temos que acabar com os comunistas !

  3. atento diz:

    @ Vítor Fernandes,
    Na mouche. Subscrevo na íntegra as suas palavras.

  4. Qualidade da Democracia diz:

    Afinal o governo também fez ” GREVE ” ao não dar números e remeter informação para o final do mês tendo como base os cortes de massa salarial que vai fazer nos funcionários públicos, e por esta alguém esperava ?

  5. Paulo Nascimento diz:

    @João Espinho

    Tens razão, uma minoria controla controla o país, esse 1% de super ricos e respectivos grupos económicos.

    E essa minoria impões aos outros a sua “causa justa”, chupar até ao tutano, os 99% que trabalham para alimentar esses parasitas.

    @VIGILANTE AO LONGE

    “Quanto mais próspero for o país, menos comunistas há ! Temos que acabar com os comunistas !”

    Pelo andar da carruagem, e da “prosperidade” , a cada dia que passa aparecem mais uns mil comunistas em Portugal.

    É melhor despachares te antes que sejam a maioria.

  6. JM diz:

    Uma das fotografias para o prémio ‘Readers Choice’ é de Évora, mais concretamente do centro histórico.
    Se quiserem votar na fotografia podem fazê-lo até ao final do mês de Março. É simples e não demora mais de 30 segundos.

    Old man walking on the streets of Évora

    Zoltan Balogh (Budapest, Hungary)
    Photographed June 2009, Évora, Portugal

    http://www.smithsonianmag.com/photocontest/9th-annual/9th-people-6.html

    «Smithsonian magazine has just announced the 50 finalists from their 9th Annual Photo Contest. Over 67,000 submissions from 109 countries were winnowed down to 10 finalists in five categories: Altered Images, Americana, The Natural World, People and Travel. The public is now invited to vote through March 31st for a special ‘Readers Choice’ award, so what are you waiting for go vote!»

  7. Campaniço da cidade diz:

    Ena pá……. isto está bonito: Cada vez pior!
    Os vermelhos não desarmam…….. Faça-se greve aos seus comentários: Deixai-os “ladrar”…… a caravana vai passando!
    Façam greves e manifestações……. o povo (verdadeiro) já não vos liga “patavina” !
    Quando é a próxima greve ? Avisem com tempo sff.

  8. Semprealerta diz:

    Caramba…. isto de ser “vigilante ao longe” só deixa ver mesmo o próprio umbigo. Sinceramente não simpatizo de maneira nenhuma com greves, sejam convocadas por quem for, mas quando vejo tanto empenho em apresenta-las como o mal de todos os males que vai afundar irremediávelmente a nossa moribunda economia, fico um pouco perplexo!… mas será que toda aquela boa gente que passa pelos sucessivos governos e tanto se incomoda com os prejuízos provocados pelas pindéricas greves da CGTP, considera que aqueles singelos acordos que geram uns negociozitos de pequena monta, tais como: pagar em duplicado aquela miséria de renda por uma ponte? Ou jogarem dinheiro às pázadas para aquelas instituições financeiras que tanto ajudaram os amigos comuns, ou obrigar os papalvos a mensalmente serem espoliados pela EDP Chinesa, de um valor que não consumiram? Serão isto as regras de boa gestão que finalmente nos vão tirar do abismo?
    Bem…mas os governantes fazerem o numero não me admira! Pois estão a tratar da vidinha e futuro deles.
    Agora, gente insuspeita, julgo eu, alinharem pela mesma diapasão, deixa-me muntaaaaaaa confusoooooo! Eu sei, sou de comprensão muito retardada.

  9. Zei diz:

    Ver a partir do min 11:30

    http://videos.sapo.pt/2EeiuGDDSglnFam7j5gU

    Link directo

  10. André Miguel diz:

    Excelente post.
    Subscrevo inteiramente.

  11. Karl Marx diz:

    O anti-comunismo primário tolda-lhe completamente a visão…
    Com ou sem números cumpriu-se mais um dia de luta contra estas políticas de direita que têm destruído o país.

  12. Seixalino diz:

    Quando escrever alarvidades contra estas “minorias” lave a boca e as mãos com ácido e escova de arame. Tem sido esta “minoria” que tem trabalhado e produzido para manter um país que o seu partido e o seu gémeo PS esbulham diariamente, através de muitos dos seus lacaios. Por isso, tenha respeito e vergonha pelo resultado das sucessivas governações do seu partido e amigalhaços!!!

  13. Semprealerta diz:

    Seixalino
    Estou farto de ser explorado e tenho uma vontade deseperada de trabalhar e produzir para um País rumo aos amanhãs que cantam.
    Para que eu possa colaborar em tão nobre fim, deixe-me por favor contactos de empresas fundadas por estas “minorias” que aceitem a minha humilde colaboração e me retribuam com um ordenado que me permita viver condignamente.
    Saliento que não aceito nada ligado ao estado mesmo que longiquamente.
    Saudações revolucionárias.

Deixe Uma Resposta