Jan 08 2012

Um país de aventais

Publicado por as 14:45 em Geral

Crise? Qual crise…. O que interessa é saber que segredos se escondem sob determinados aventais. A questão central mantém-se: faz sentido a existência de sociedades secretas numa sociedade livre e democrática?

Share

20 Resposta a “Um país de aventais”

  1. Vítor Fernandes diz:

    Eu faço cá uns petiscos maçónicos… Na cozinha não dispenso o avental.

  2. Pedro Horta diz:

    João,

    Estranhamente foram as sociedades totalitárias que perseguiram, desde sempre, a maçonaria.

    Sejam elas comunistas ( com excepção de Cuba), sejam elas fascistas, em todas elas os pedreiros-livres foram apontados como o mal do mundo.

    E sempre com a desculpa do pseudo-secretismo.

    Mas que raio preocupa o secretismo? Estamos paranoicos com o Grande Irmão e já lhe damos justificação? O que me interessa o que alguém faça em casa com os seus amigos, à porta fechada?

    Não temos todos direito à nossa intimidade, à nossa reserva?

    O Segredo é agora o mal?

    Então que se extinga a maçonaria, que se instalem câmaras nas nossas casas, chips nos nossos filhos….

    E assim tudo deixa de ser segredo…e passamos a ser mais livres….

    Enfim.

    Estranhamente também, sempre foi em alturas de crise que as sociedades totalitárias emergiram…. Por isso nada me admira do que se está a passar.

    Pedro Horta

  3. Regina diz:

    Por ser Democracia é que “vale tudo”: desde as sociedades secretas ás faces ocultas, vai tudo dar ao mesmo, e não tem nada a ver com opção política de um País. Os homens sempre deliraram com rituais, e o secretismo da Maçonaria, bem como da ordem dos templários e outras mil que praí vai, o delírio é por serem isso mesmo: poderem erguer ou banir, gerir e manipular outros homens sentindo-se no Poder de decidir da vida dos outros, sem que os outros possam perceber. Isto não é novidade. Agora o que espanta, é que esta exposição de personagens da sociedade secreta, certamente vinda da oposição, com setas apontadas ao PSD, finge que ignora que o senhor Mário Soares e outros que tais tem lá avental cativo faz mt tempo. Portanto, isto não é coisa de politiquices, mas sim de PODER e CONTROL. É só olhar pros ultimos 30 anos e percebe-se que as mesmas caras têm ocupado os mesmos lugares em regime de alternância, por isso… Caça ás bruxas no séc. XXI, não faz sentido, mas sim, que se traga mais transparência e honestidade para a sociedade, e se identifiquem os “gajos” sejam lá de que estirpe for!

  4. Snoopy diz:

    Aqui há uns anos, o que mais se distibuia nas campanhas eleitorais eram… aventais! E era cá uma corrida… Era o avental rosa, o avental laranja e aventais de muitas outras cores num lindo arco-iris! Alguns nem sabiam bem a que loja maçónica, perdão, partido, a que pertenciam, tantos eram os aventais diferentes nalgumas cozinhas :-).
    Um pouco mais a sério: a maçonaria e as lojas maçonicas não me incomodam rigorosamente nada. Que se reúnam, que debatam assuntos considerados de interesse, que executem os seus rituais, etc. Óptimo, tudo bem. O que não pode acontecer é que o “amigismo” interno das lojas maçónicas determine nomeações para cargos de muita responsabilidade no setor público. Por isso, e para pôr fim a uma situação de compadrio que parece existir no caso do chefe dos “espiões” portugueses, já o dito Jorge não sei das quantas deveria ter sido demitido há muito e quem também deveria demitir-se, por ter gerido este caso em termos políticos com uma inabilidade infantil, deveria ser o Sr. deputado Luís Montenegro, líder da bancada do PSD. Manifestamente, não tem condições para continuar a liderar o grupo parlamentar do PSD.
    Resumindo: Maçonaria por causas nobre, nada a opor. Maçonaria para interesse e promoção pessoal, como parece ser o caso desta grã-chique Loja Mozart 49 (que raio de nome…), não. Talvez este episódio confuso, que agora se vive, sirva para separar no futuro o trigo do jóio. A boa e a má maçonaria.

  5. MARIA FLORES diz:

    As Lojas Maçónicas hoje em dia são utilizadas unicamente como ” centros de tráfico de influência ” onde são desenhadas muitas negociatas de legalidade duvidosa .

  6. Campaniço da cidade diz:

    Quando se aventalam os carneiros ou os bodes é para que eles não “forniquem” as respectivas fêmeas!
    Estes senhores “aventalados” têm tido sempre a preocupação de nos “fornicar”, mesmo “aventalados”. São todos “gente de bem” e bem na vida, sempre prontos para aceitar qualquer tacho (desde que dê guito).

  7. Manuel de Jesus diz:

    De aventais e de tachos!

  8. José Frade diz:

    @Maria Flores: O que a leva a fazer essa generalização?
    A mim parece-me que esta guerrilha é uma cortina de fumo, para que não se fale do politicamente essencial.
    A exigência legítima do ponto de vista da cidadania não é que se revelem intimidades, mas sim que haja honestidade na política e controle democrático.
    Neste e noutros casos, o que é imprescindível é a identificação dos ilícitos e a penalização dos seus responsáveis.

  9. Ventura diz:

    No fundo, no fundo, o que eles querem é andar nus, de avental e luvas. Não passa de fetichismo e tara.

  10. VIGILANTE AO LONGE diz:

    Em democracia, não se compreende a existência de Clubes secretos: O que pretendem esconder ? Se os membros das lojas maçónicas são assim tão nobres e generosos, porque teimam em não revelar os seus reais ideais, escondendo-se dos olhares dos outros mortais ?. Pelo que se tem visto, só pode ser para melhor cozinhar e dividir os “tacinhos” pelos amigos e compadres. Tem razão @Maria Flores.
    Ser maçon é sinónimo de intelectual e de preferência de esquerda (dá + jeito). As mordomias de que esta canalha usufrui são de bradar aos céus: Os tachos nas empresas publicas e nas PPP têm sido uma autêntica mina para estes pseudo democratas, sempre à manjedoura do poder, prontos para abocanhar qualquer bocado.
    Razão, sei eu quem tinha: Um professor ali das bandas de Coimbra, tinha-os devidamente assinalados e como tal piavam pouco e ai, talvez se justificasse a existência de sociedades secretas. Hoje, à luz do século XXI, não faz nenhum sentido a existência destes “grupelhos”, que mais não querem, senão auto proteger-se!
    Pergunta-se: Será que os maçonicos são efectivamente democratas ?

  11. José Frade diz:

    Efectivamente, parece que andam alguns a pensar como carneiros, manipulados pela desinformação. Enquanto são levados pela “estória-da-carochinha” da moda, os verdadeiros manipuladores ficam nos bastidores, agitando papões e incentivando à “caça às bruxas”. É uma história antiga. Assim dominam os totalitarismos. Assim se mantém o obscurantismo. Assim se tenta perpetuar a miséria da Humanidade, assim se desrespeitam os Direitos Humanos.

  12. MARIA FLORES diz:

    @ jose frade— Concerteza que não serão ” estórias da carochinha ” a desenfreada tentativa da ONGOING de ter um peso muito significativo na vida enconomica e politica Portuguesa. Concerteza que não serão ” estórias da carochinha ” esssa luta sem quartel que envolve Pinto Balsemão e o seu afilhado pelo controle de da IMPRESA . Concerteza que não seriam ” estórias da carochinha ” tudo aquilo que envolveu uma celebre loja maçónica de Cascais ( Casa do Sino) e a Universidade Moderna.
    @ jose frade só lhe falta concluir que os elementos da maçonaria são umas virgens impolutas e púdicas.Porque será que qualquer politico quando ascende a certo nivel ( deputado ,chefe de gabinete de ministro , ministro ) entra nos aventalados e não antes ?Antes de chegar a deputado não defenderia a liberdade a igualdade a solidariedade ???”

  13. José Frade diz:

    Sra Maria Flores: esta a inverter a questão. Os casos que cita justamente suscitam duvidas que os cidadãos tem direito a ver esclarecidas. Tal não lhe permite fazer generalizações abusivamente, presumindo que todos os membros da maçonaria intentam privilégios. Tal como não seria justo afirmar que por terem sido acusados de pedofilia sacerdotes da igreja católica todos os outros, não acusados o poderão ser… Admita que o que para si tem mistério não implica que seja malévolo…

  14. Pedro Horta diz:

    Meus Senhores,

    Cuidado com os ventos que sopram em alturas de crise.

    É tão lógico afirmar que se o tipo da ongoing é maçon então todos os maçons são como o tipo da ongoing, como afirmar que os peixes são vermelhos então tudo o que é vermelho é peixe.

    Cuidado, meus senhores.

    A História mostra que quando é necessário, lá se vai ao armário dos bodes expiatórios…

    Os Maçons, os Comunistas, os Gays, os Judeus, os Pretos, os Amarelos, os Ciganos, os …os….outros.

  15. Manuel Dias diz:

    Morreu o Peixe! O que negociava em automoveis, estava quuase sempre bem disposto era dono de um sorriso que mantinha permanentemente. Nao conseguio fazer o ultimo negocio. Cega e brutal nao lhe consedeu margem para isso.
    A ele e à mulher negou-lhe o direito de acompanhar o desenvolvimento de duas encnatadoras criancas- os seus netos- ir juntar-se à mulher onde o silencio e a mudez nao permitirao o uso dp telefone, nem contar as novidades.

    Meu caro Miguel e estimado sobrinho, é esta a estarda da vida sempre minada e armadilhada.
    Rias ou chores, vitas branco ou preto, vás a Berlim ou a China só tu avaliaras o que vai dentro de ti mas nao te esquecas que estas proibido de recurer.

    Um abraço Manuel Dias Horta

  16. El Juanito diz:

    Será que estas actividades de lojas maçónicas estarão dentro das leis de finanças?!
    Será que têm de ter uma conta bancaria como as dos condomínios?!
    Será que a ASAE já lá foi ver se é permitido fumar ou se vendem chouriços ao fumeiro?!
    Havendo circulação de dinheiro de diversas origens será que são controlados os devidos impostos?!
    Hummmm!!! Cá me parece que nestas lojas ainda se usa o livro de merceeiro e respectivo lápis afiado por um canivete.
    Ou então jogam à carica para ver quem paga os tremoços.
    🙂

  17. José Roberto diz:

    Este também será maçon ???? http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/catroga-em-cargo-milionario

  18. Campaniço da cidade diz:

    Cuidado!
    Há muito “rabo de palha” por aí escondido e quando cheiro a fumaça o fogo por certo não está longe!
    Ponham as barbas de molho, porque isto vai “fiar fino” e ainda agora a procissão nem saiu da igreja: o que será quando estiver no adro?. É preciso conhecer todos estes “zelosos e nobres senhores” e saber qual a origem dos seus infindáveis patrimónios e que jogos e malhas de interesses tecem, para si e para os seus.
    Cuidado: Há muitos telhados de vidro!
    É preciso saber quem defende quem !
    Já agora: Quem serão os maçons da cidade de Beja ? Será que os há ou é só vontade de o ser ?

  19. VIGILANTE AO LONGE diz:

    @Campaniço da cidade!
    Boa malha……. mesmo na mouge….. vamos nessa!
    @Pedro Horta!
    Bodes expiatórios ?? Não se percebe o seu raciocínio! É preciso desmascarar já esta grande cambada!
    Cuidado com os desígnios ocultos e as segundas intenções, nem sempre bem esclarecidas!

  20. José Frade diz:

    http://da.ambaal.pt/noticias/?id=1316

Deixe Uma Resposta