Jun 28 2011

Isto é o quê?

Publicado por as 20:40 em A minha cidade


foto: z.e.

No antigo edifício do Banco de Portugal em Beja.

Share

20 Resposta a “Isto é o quê?”

  1. Paulo Nascimento diz:

    Provavelmente o Bicho estava a cantar CORRUUUUUPTO, CORRUUUUUPTO ….

    E algum político sentido-se incomodado, decidiu enforcar o pombo.

    🙂

  2. FB diz:

    No edifício ( que está para ser negociado durante meses para a Loja do Cidadão ) é um entre centenas ou milhares de pombos, mas é chocante face à brutalidade da foto com o enfrocamento bem visível porque no interior morrem às carradas …

  3. Madalena diz:

    É um pombicídio!

  4. El Juanito diz:

    Bem, nem sei o que diga sobre isso!
    Para já, é uma crueldade matar assim o animal, deveria haver procedimento criminal para o autor da armadilha que gerou esse enforcamento.
    Depois fica a pergunta- Então mas esse edificio não fica bastante perto da esq da policia?! E como foi possivel subir lá acima sem ser detectado o autor deste crime?!

  5. Anónimo diz:

    E o que dizer daquela “bandeira” hasteada no dito edifício com a seguinte inscrição “beja merece”(!). Quem tem acesso ao edifício e quem permite estas situações?!

  6. Constantino diz:

    aquilo parece-me uma armadilha para pombos ou estou a ver mal?

  7. Paulo Nascimento diz:

    @El Juanito

    Certamente te recordarás da ourivesaria que foi assaltada aqui há uns tempos, mesmo junto à policia.

    Uma semana depois desse assalto, foi a vez da Tabacaria 77, também nas barbas da policia.

    Com isto não quero dizer que a policia é incompetente. a policia não tem que estar à porta da esquadra, a olhar para todos os prédios vizinhos.

    Como bombeiro, também te posso dizer que por vezes temos casos mesmo em frente ao quartel, e nem por isso a resposta é garantidamente mais rápida.
    Basta termos os carros fora.

    Mas sobre o “enforcamento” , por muito feio que seja, há coisas mais importantes com que a policia se tem de preocupar.

  8. Fernando Mamede dos Palcos diz:

    é uma gárgola neo-impressionista.

  9. El Juanito diz:

    @Paulo Nascimento
    “Mas sobre o “enforcamento” , por muito feio que seja, há coisas mais importantes com que a policia se tem de preocupar.”
    É que não se trata de um enforcamento acidental, é uma acção brutal contra a vida de quem quer que seja.
    Eu ao falar da policia, apenas quero expressar o meu espanto pelo local em questão, a sua proximidade e o aparente “à vontade” com que se coloca esta armadilha, ou até mais que uma, junto de uma esquadra da policia e junto à CGD.
    Portanto, é um “trabalho” que demorou algum tempo a fazer e DECERTO, QUASE DE CERTEZA, que foi feito por uma entidade “autorizada”.
    Um enforcamento é sempre “feio”, como diz o P.N.
    Mas eu, neste caso, classifico-o como um acto horrendo contra a vida. E quem não se choca e condena um acto destes, provavelmente não se chocará com um possível regresso aos nossos “famosos” pelourinhos.
    Bem sei que HÁ por aí muito meliante que mereceria um destes actos em praça publica. Mas meus senhores, isso seria regressar à idade das trevas!
    Um pombo enforcado, e exposto, tipo para servir de exemplo aos outros da sua espécie, só pelo facto de VIVER e de se reproduzir em liberdade, é por si só um acto contra a liberdade de todos os seres vivos.

  10. Leão diz:

    O pombo não se enforcou nem ninguém o enforcou
    Simplesmente aqueles fios servem para impedir que as andorinhas façam o ninho ali
    O desgraçado deve ter tido o azar de encalhar num fio solto e teve um final infeliz

    Já agora.. Para que servem os pombos nas cidades??? para estrumar em cima dos carros e dos telhados?
    Trazem algum beneficio à cidade? Acho que não!

  11. Regina diz:

    Ainda lá está???!!!

  12. João Espinho diz:

    @regina – não faço ideia. Não estou em Beja, recebi a imagem por mail.

  13. celtiberix diz:

    Eh pá! vou ter de repetir o comentário porque o teclado pifou…
    se aparecer em duplicado, forca!

    O acto só por si demonstra a impunidade (ou consciência da mesma) para voos mais largos: se o pombo lá está é porque ninguém me viu pôr o fio e posso passar por ali as vezes que quiser…
    Quanto ao sítio, mesmo junto à PSP, estou de acordo com o Paulo Nascimento: teríamos de proibir os médicos de apanharem gripe.
    As pobres das andorinhas é que têm a culpa; se em vez de fazerem os ninhos por baixo dos beirais os fizessem por cima já os pombos não “lerpavam”, amigo Leão, eh eh.

  14. El Juanito diz:

    @Leão
    O sr parece ser entendido na matéria!
    Pelo que vejo na foto, a “armação” ou armadilha, está por cima do parapeito/beiral, não me parece e nunca vi as andorinhas fazerem o ninho por cima dos parapeitos/beirais mas sim por baixo!

    @Celtiberix
    Li e reli e não o percebi!

  15. El Juanito diz:

    @Leão
    “Já agora.. Para que servem os pombos nas cidades??? para estrumar em cima dos carros e dos telhados?
    Trazem algum beneficio à cidade? Acho que não!”

    E as andorinhas, os pardais telhado, os melros, algumas arvores, arbustos, os arrumadores de carros, etc etc!!!! Vamos enforca-los a todos?!
    Olhe, tenha juízo e pense um pouquinho melhor antes de escrever publicamente!
    Cumprimentos!

  16. loucos diz:

    Mas voces são malucos?!
    Acham que alguem ia por ali uma armadilha para enforcar pombos?!?!
    Obvio que foi um acidente…tomem mas é juizo e deixemde ver conspirações em tudo, se o querem ir la tirar vão mas não digam asneiras.

    E sim ainda lá está.

  17. Rato dos Pomares diz:

    Este pombo é um metáfora!
    Talvez fosse um pombo artista, com tendências suicidas que resolveu conceber uma instalação semi orgânica, que veio a integrar e pela qual, obviamente, decidiu sacrificar-se.
    Talvez, com esta alegoria mórbida, pretendesse parodiar o modelo de desenvolvimento ocidental (o tal do capitalismo selvagem), ou talvez pretendesse ilustrar o desespero pelo fim do tacho por parte dos “prunus” deste mundo, ou talvez, quem sabe, antecipasse o fim do BE (no qual depositava infindáveis esperanças para a construção de uma sociedade mais justa) . . . Talvez fosse um Columba grecus . . . Mas se fosse um Columba lusitanica, razões também não lhe teriam faltado.
    Enfim, ninguém sabe. Mas que é inglório acabar assim, ninguém o poderá negar. Mesmo quando o único propósito de uma vida é alimentar piolhos e estrumar carros.

    (Além disso, se toda a gente que parasita e alimenta parasitas e só faz estrume acabasse assim . . . não ia haver baraços que chegassem)

  18. El Juanito diz:

    @loucos

    Se todos os acidentes assim ficassem! Isso sim seria uma sociedade de loucos.

    Quanto à questão de uma armadilha, repare bem na foto e poderá ver mais armadilhas, ou então é o tal artefacto para as andorinhas não fazerem os ninhos por cima dos beirais! LOL!!!! Há aqui com cada anedota!!!

  19. Leão diz:

    Juanito

    O Sr é que tem que tomar juízo
    Vir para aqui com teorias da conspiração sobre o enforcamento de pombos é que não é normal..
    Os fios são sim para impedir as andorinhas e os pombos de pousarem e fazerem ninho por vezes colocam-se por cima dos beirados (pombos) e por outras por baixo (andorinhas)
    Se vir na sede da CGD vai ver lá arames que impedem os pombos de pousar e fazer ninho.

    As andorinhas, pardais e melros têm um papel importantíssimo nas cidades que ao serem insectívoros ajudam ao controlo de insectos nas cidades mas no caso dos pombos é uma espécie introduzida pelo homem que veio destabilizar o sistema.

    Até lhe digo que em várias cidades há controlo da população de pombos através de armadilhas.

  20. El Juanito diz:

    @ Leão
    Sim, sei disso. Sei que há controle da população dos pombos e não me oponho a isso.
    Agora estar um pombo enforcado e exposto em praça pública aí é que me oponho e digo, devia ser considerado crime se é que já não o é!
    Resta também referir que o tribunal dista umas dezenas de metros deste improvisado pelourinho!
    Sim, sei que existem uns aramitos tanto nos “buracos” da CGD como nos buracos do edificio do tribunal, MAS não me consta que tenha já lá tenha aparecido algum pombo armado em fáquir. Quero dizer com isto, que este método dos aramitos é muito mais viável pois não provoca acidentes mortais tais como o enforcamento das aves.
    E ainda, para acabar, saiba que é muito egoísmo da sua parte considerar que os pombos não servem para nada, olhe já muitas vidas se salvaram à conta destes animais, quando estes eram usados como pombos correio.
    Vamos então acabar com as espécies que, na sua ignóbil opinião, “não servem para nada”?!
    Penso que não será esse o caminho!