Abr 27 2011

Sócrates e a mentira do Estado Social

Publicado por as 22:05 em Geral

José Sócrates apresentou hoje o programa eleitoral do Partido Socialista.
Novidades?
Destaco: “Nas linhas gerais as apostas socialistas, vão para a defesa do Estado Social mas também para o reforço da competitividade da economia.”
Recorro ao Delito de Opinião para fazer uma breve amostragem do Estado Social praticado por José Sócrates:

– A taxa de desemprego, que está actualmente nos 10,6%, segundo o INE, mais que duplicou na última década. (14.09.2010)
– Portugal mantém a quarta maior taxa de desemprego do conjunto dos 30 países membros da OCDE. (15.09.2010)
– Há três grupos de medicamentos em que a comparticipação do Estado vai ser significativamente reduzida, o que significa que o preço pago pelo utente aumenta. (18.09.2010)
– O Governo aprovou a eliminação do aumento extraordinário de 25 por cento do abono de família nos primeiros e segundos escalões e cessa a atribuição deste subsídio aos quarto e quinto escalões de rendimento. (08.10.2010)
– O Governo tira, a partir de hoje, o abono de família a 383 mil famílias portuguesas, com rendimentos mensais de 628 euros. (01.11.2010)
– A taxa de desemprego em Portugal subiu para 10,9%, no terceiro trimestre do ano, um novo valor recorde. ( 17.11.2010)
– Passes sociais e bilhetes dos transportes vão subir até 4,5%. (20.12.2010)
– Portugueses compram menos remédios e já pedem crédito nas farmácias. (18.02.2011)
– Novas regras cortaram 60 euros por mês no subsídio de desemprego. (04.03.2011)
– Perto de 460 mil portugueses perderam abono de família no último ano. (07.03.2011)
– Governo corta nos apoios aos alunos deficientes. (23.04.2011)
(etc)

Os números não mentem. Mas já sabemos quem nos quer enganar.
E nunca mais chega o dia 5 de Junho.

Share

13 Resposta a “Sócrates e a mentira do Estado Social”

  1. NHS diz:

    Secalhar vais ter uma grande desilusão no dia 5 de Junho………………

  2. Constantino diz:

    Pinóquio! (Iadinho do pinóquio que era um bonequinho tão engraçado. Desculpa aí Gepetto)

  3. Jorge Martins diz:

    Tudo isto é verdade… mas foi sempre com a conivência do PPD/PSD de Ferreira Leite e Passos Coelho, no PEC I, PEC II, PEC III e em dois Orçamentos de Estado.

    O chamado Bloco Central (PS-PSD) tem acabado com o estado social em Portugal, é preciso mudar de rumo…

    É necessário uma politica patriotica e de esquerda em Portugal, não vás em cantigas e aposta na rutura total com os últimos 35 anos.

  4. Paulo Nascimento diz:

    Tudo isso é muito bonito, mas o PPD vai perder as eleições.
    Até porque nem sabem escolher bandeiras eleitorais.

    O PPD defender o estado social ? Ainda por cima em campanha ? só pode ser gozo.

    A defesa do estado Social pelo PPD faz lembrar a defesa que o Hitler prometia aos judeus ao colocalos em gettos e campos de concentração. era para proteger os judeus.

    Um concelho ao laranjas. se querem ganhar as eleições.

    Não falem de defesa do estado Social. Ainda soam mais a falso e hipócrita que Sócrates. E olhem que isso é difícil.

    – Falem dos malandros dos desempregados que deviam trabalhar para receber o Subsidio, esses malandros.

    – Falem dos Pensionistas, esses parasitas que vivem á custa dos que estão no activo. Receberem subsidio de ferias ? para quê ? se não fazem nada o ano todo.

    – Falem de privatizar tudo do estado. afinal os privados gerem melhor as empresas que dão lucros ao estado ( as outras não), e sempre dão melhor destino a esses lucros , colocam nos em offshores, em vez de os gastar com os velhos e o desempregados.

    -Falem de garantir a segurança dos cidadãos de bem, com um policia em cada esquina. Agora que andam cada vez mais miseráveis a roubar para viver. Em particular esses meliantes dos desempregados e pensionistas.

    … sei lá … digam o que o Paulinho da feiras anda para aí a dizer.

    Esse , o Paulinho da Feiras é que não é parvo. Ele sabe uma regra básica da politica.

    A direita só ganha com o medo. Nunca com informação e esclarecimento, e muito menos com esperança.

    O Paulinho da feiras, sabe que o campo da direita é o medo e a divisão, deixar o povo na ignorância e aterrorizado. E claro com promessas populistas ditas de forma bem erudita.

    Vejam o que homem está a fazer.

    Já agora PPD. Ponham-se a pau, que o CDS ainda vai ser maior que o partido da laranjada.

  5. Rato dos Pomares diz:

    Há dias vi uma reportagem na televisão acerca de uma empresa agrícola, daquelas que passam ao lado da crise (ou vice versa), na “Região Oeste”. Afirmava-se pela inovação empreendedorismo e trabalho. Quando questionado um dos sócios acerca do motivo pelo qual havia (quase exclusivamente) asiáticos a trabalhar na dita empresa (se não me engano eram para aí uns duzentos) disse que, aquando do processo de recrutamento de trabalhadores tinham solicitado a colaboração do “centro de emprego” local que conseguiu o fantástico resultado de . . . .ZERO interessados. Como dizia a jornalista “as estranhas contradições desta crise”.
    Claro que o Paulo Portas é popular! É popular e ainda por cima tem razão. Que chatice não é?
    PS. (deixa cá deixar claro que é mesmo Post Scriptum) O povo (que trabalha e desconta) anda aterrorizado é com o facto de haver uma “classe” (terrorista) que vive do “ócio instituído” (e de outras “instituições lesa pátria”)!

  6. Paulo Nascimen to diz:

    Ora ai está.

    Vejam o que diz o rato dos pomares.

    É com esse discurso que a direita ganha eleições.

    Aprendam com o Rato e com o Paulinho das feiras

    esses malandros dos desempregados… tsst .. .tssst…

  7. Rato dos Pomares diz:

    Paulo:
    1.º “Mói-te”!
    2.º A minha vizinhança é, genericamente, comunista, 80% terão mais que 70 anos, têm reformas de miséria (hããã? então? agora até parecia que estava apto para ingressar no BE) trabalharam descalços até aos 10 anos e são muuuuuuuito críticos em relação aos dinheiros que são esbanjados com maralha nova e saudável que não que fazer um c….lho porque recebem mais e “saem mais cedo” se mamarem da porca gorda em que se transformou o “estado social”. Como é que sei? Falo com eles!
    Não têm net nem escrevem no Praça! E pena. Haviam de dizer das boas!
    3.º Eu não sou candidato a coisa nenhuma e reconheço que sou mau professor. Não tenho a veleidade de presumir que alguém aprende o que quer que seja comigo.
    4.º A única vez na vida em que estive desempregado foi porque fui saneado (1) por um patrão . . . pasme . . .comunista. Mas foi por pouco tempo. Fui falar com o encarregado de uma obra e ofereci-me para servente de pedreiro. Recrutado na hora. Passei as semanas do tirocínio de “esferográfica” nas mãos.

    (1) Fui “saneado” simplemente porque o meu pai não era comunista (nem eu) . . . isola! Nesse tempo não havia BE (isola outra vez).

    5.º Tsst tssst a c..a da prima!
    6.º E finalmente, continuo sem saber onde é que o Paulo estava no dia do Buzinão! Do original, claro!

    PS – Não sei se será relevante mas sinto-me na obrigação de comunicar que também trabalhei uns meses nas feiras. Fui motorista e ajudante de campo de “tendeira velha”. Informo também que nessas andanças ou noutras nunca me cruzei com o Sr. Paulo Portas.

  8. Paulo Nascimento diz:

    @Rato

    1º Em 1994 , no buzinão original, eu tinha 20 anos e era membro da JCP.

    2º também também Já fui despedido por um patrão Comunista.

    3º Estive no desemprego e não me considerei malandro. Numa altura em que não era preciso ir apresentar-se á policía… perdão …. centro de emprego com regularidade, procurei activamente emprego.

    E só encontrava merda… Salários de miséria, recibos verdes falsos. cheguei a receber propostas para trabalhar 30 dias á experiência, sem receber e depois logo se via. enfim ….

    Quando já estava sem subsidio há pelo menos seis meses, ou seja a viver do ar. A pagar propinas na universidade. lá consegui encontrar um emprego.

    há seis meses que um empresa procurava um técnico de informática com conhecimentos amplos na área. precisamente o que tinha indicado como as minhas competências. e o centro de emprego não me dizia nada.

    Hoje trabalho há 11 anos nessa empresa. e posso dizer duas coisas.

    1ª Ainda bem que tive subsidio de desemprego para que eu não me tivesse que sujeitar a patrões que exploram a miséria dos outros.

    2ª Não me importo que outros usem os meus descontos para ter o mesmo subsidio. Não me importava de pagar mais se isso lhes garantisse mais segurança.

    Mas é um mal que eu tenho, acredito no estado social. sou comunista/socialista

  9. El Juanito diz:

    @ Paulo Nascimento

    “…Falem dos Pensionistas, esses parasitas que vivem á custa dos que estão no activo.”

    Acho que esta frase é estar a cuspir no prato da sopa!
    Então um trabalhador que descontou em toda a sua vida no activo, não pode agora receber a sua pensão?!
    Não sejamos tão cegos como a foice do pinoquio!

  10. Rato dos Pomares diz:

    @ Paulo. Nada a acrescentar. O Paulo quando quer é claríssimo e, permita-me, capaz de uma exposição “distinta”.
    Aquela do “tsst tsst reparem no que ele diz”, quando “ele” não tinha dito nada daquilo que lhe dava jeito (a si e ao seu raciocínio) que tivesse dito, deixou-me f** aborrecido.

  11. João Espinho diz:

    A paz esteja convosco. Temos que combinar uns caracóis.

  12. El Juanito diz:

    “Temos que combinar uns caracóis.” e umas louras! 🙂

  13. Paulo Nascimento diz:

    @El Juanito @Rato dos pomares

    Desculpem lá, mas por vezes deixo-me embalar pela minha ironia.