Abr 01 2011

O sr. 100% dívida

Publicado por as 21:05 em Geral

    Os factos que vão ler a seguir não são infelizmente uma piada do dia das mentiras. Para mal dos portugueses, os números são todos verdadeiros. Em Setembro de 2009, o défice orçamental prometido por José Sócrates e Teixeira dos Santos, quando foram a eleições, fixava-se em 5,9%. Ontem, descobrimos que afinal é de 10%. Já este ano, o primeiro-ministro e o ministro das Finanças garantiram que o défice orçamental de 2010 seria inferior a 7%. Ontem, o INE divulgou que é de 8,6%. Pior, hoje sabemos que, desde que Sócrates lidera o Executivo e que Teixeira dos Santos está à frente das finanças do País, nunca foi cumprido o limite de 3% para o défice, imposto pelo Pacto de Estabilidade e Crescimento. Ou seja, desde 2005 que Portugal viola as regras para as contas públicas.

Para ler aqui.

Share

7 Resposta a “O sr. 100% dívida”

  1. André Miguel diz:

    O actual Presidente nunca tinha dúvidas e raramente se enganava. Sócrates tá cheio de dívidas e enganha-se que farta!

  2. Zéi diz:

    Mas mesmo assim, ainda há quem ache que o Sócrates é uma vítima da sociedade, das calúnias, da comunicação social, whatever.
    É triste ver que a cegueira mental é 100x pior que a física.

  3. luisa becker diz:

    Em casa onde nao ha pao todos ralham e ninguem tem razao

  4. Qualidade da Democracia diz:

    Esta é uma das várias verdades posta a circular :

    O inicialmente apontado e exegido em 2010 pela UE era 7,2 % e foi apresentado 6,8%, com a receita extraordinário da PT.

    Em meados de Março de 2011 a UE mandou em Portugal, Inglaterra, Bélgica e Áustria colocar nos défices ” certas ” despesas e no caso português 1.800 M € ( BPN – o tal banco de certo grupo e de certos investimentos), mais 450 M € das empresas de transporte ( Metro do Porto e de Lisboa, CP e REFER ) e finalmente 420 M € BPP ( outro banco que só aceitava certos clientes mas sempre com contas mínimas acima de 150.000 € ).

    Ou seja, este conjunto já identificável ao longo dos anos caíram em 2010 c/ mais 1,8 % de défice, este é mais ou menos como um jogo de futebol depois de ter acabado e terem tomado duche e estarem em casa, dizer que o resultado jogo que tinha acontecido anteriormente foi corrigido posteriormente na secretaria.

    Mas, o pior está para vir não sei quando com as contas das empresas público / privadas e das autarquias locais ( 308 ) e das suas derivadas empresas municipais ( +/- 2.250 ) !!!

  5. Paulo Nascimento diz:

    @luisa

    Haver pão, até há. Mas não é na nossa casa.

    É na casa dos banqueiros e dos grandes grupos económicos.

    E os nossos “corajosos” governantes, apenas têm coragem e ventas sérias para pedir Pão das nossas casas. e não das casas que lhes pagam as campanhas e as reformas (deles).

  6. Anónimo diz:

    Realmente “pão” até há. O que anda é muitissimo mal distribuído … Por isso urge a mudança para quem não tenha apenas uma visão de curtissimo prazo e saiba distribui-lo melhor a médio e longo prazo! 😉

  7. Paulo Nascimento diz:

    O Pão será redistribuído mais cedo ou mais tarde.

    E se não for distribuído a Bem será a mal.

    Podem vir com comentadores uns atrás dos outros, podem repetir a mentira da inevitabilidade dos “Sacrifícios”, a toda a hora.

    Os media tendenciosos, os políticos mentirosos, e os Capitalistas Gananciosos, não conseguirão calar os estômagos esfomeados do povo, por mais novelas, bola e fatima, que lhes atirem pelos olhos dentro.

    Um estômago esfomeado não pode ser silenciado.

    O povo não fez esta crise, o povo não têm como a pagar.

    Serão os Doutos fascistas modernos, que a pagarão. Se necessário for com o seu sangue fascista.

Deixe Uma Resposta