Abr 07 2011

Morte anunciada da economia de Beja

Publicado por as 18:00 em A minha cidade

Share

31 Resposta a “Morte anunciada da economia de Beja”

  1. Jorge Martins diz:

    Chega… basta de politas de centro/direita… chega… basta de PPD/CDS/PS !!! É preciso novas politicas para o nosso País, são necessarias politicas de verdadeira esquerda, o verdadeiro Socialismo.

    O que faz falta é agitar a malta, o que faz falta é dar poder à malta !!!

  2. PreDatado diz:

    Por acaso vi a reportagem na TV.
    E uma pena…

  3. Reinaldo Louro diz:

    A verdade nua e crua, faz doer a quem tem sentimentos.

    Como bejense ainda tenho esperança de dias melhores noutras áreas de investimento, é urgente mudar !

  4. XPTO diz:

    sinto-me triste com tudo isto que vi. espero que o comentario do j martins não queira dizer dar o poder ao pcp, o q sería ridiculo. as politicas de “verdadeira esquerda” são uma autentica anedota no capitalismo selvagem em que vivemos. quanto a certas pessoas q vejo na reportagem e q sempre andaram à mama, a reboque do partido … rapazitos, acordem ! o tacho acabou … agora são outros a mamar, pelo menos até junho, ou então … talvez não. que pena !!! vão fazer tubos para angola.

    comparo portugal a uma empresa falida q não tem hipotese de fazer nada mas tenta a todo o custo levantar a cabeça.

    só espero que esta situação se altere para bem de todos nós.

  5. Pedro diz:

    É uma pena, mas há que inovar, todos os dias, e este comércio não fez. Foram derrotados pelos preços mais baixos, ora na internet, ora nas viagens em menos de 2 horas até aos centros comerciais no Algarve ou Lisboa para fazer “grandes” compras. E quem não se adapta aos novos tempos fica para trás. Em alguns casos, morre-se.

  6. Anónimo diz:

    O PCP e a esquerda em geral nunca poderá ser solução porque faz parte do problema; durante mais de 30 anos seguiu um tipo de modelo de “desenvolvimento” totalmente errado para a cidade e para o concelho que muito contribuiu para a situação actual (ou nem tanto). Beja é, desde há muito, uma cidade pouco atrativa, desagradável que “afugenta” os seus filhos para outras paragens. Existe uma mentalidade muito enraizada nos bejenses que “idolatra” a mediocridade e aintriga e não suporta nem reconhece o verdadeiro mérito seja no que for.

  7. Carlos diz:

    Grande parte da culta é do PS que Governa, grande parte da culpa é do PSD que governou e uma muito grande fatia da culpa é da gestão CDU que em 30 anos nada fez por Beja a não ser intervenções de fachada.
    Ouvir falar em despedimentos a esta escala no Norte do país, só dá vontade de rir.
    Ouvir alguns empresários a chorar-se é anedota.
    E que tal arranjar emprego por conta de outrem a recibo verde, ganhar os famosos 500 eurinhos, descontar 200 para o Estado e chegar a casa com 300 euros. A geração dos 500 euros é que está bem na vida… né?
    Não me fecundem com reportagens da treta.

  8. Raquel diz:

    A economia de Beja sai do coma!

  9. hpalma diz:

    Carlos, sugiro que queime o livro dos recibos verdes e faça uma empresa! Os seus problemas acabam e deixa de viver com 300 para passar a viver com 30.000! Muita gente está sempre a dizer que os empresários choram de barriga cheia e levam belas vidas, não percebo o que esperam para criar as suas empresas e passarem para esse lado?? Se sabem onde está a vida boa e os €€ , só podem ser masoquistas ao não a quererem agarrar!

  10. sad diz:

    mas isto é alguma novidade!?!
    Gostava de saber o que ganham em semear tanta tristeza.
    Que se fodam os culpados, falar mais mal “deles” é dar-“lhes” mais força.
    Ainda há pessoas, e enquanto as houver há esperança!
    O caminho é para a frente.
    E como dizia o outro: “Aguenta e não chora!”

  11. Marta Nunes diz:

    Isto é bastante triste… é triste ver a nossa cidade e pessoas que tão bem conhecemos desde a infância, com uma realidade destas… até me vieram as lágrimas ao olhos… não sei de quem é a culpa e de nada serve julgar. A verdade é que o país e a nossa cidade têm que sair deste fosso e bem rápido!

  12. Ana Ferreira diz:

    Jornalismo no seu PIOR! Um dó a forma como a peça é conduzida e o copy é de chorar de tão mau que é. Sem palavras. E onde está o outro lado?

  13. AVLISESTE diz:

    Infelizmente e para todos a realidade está à vista, com uma agravante: Ainda não chegámos totalmente ao fundo.
    Esta triste cidade, vive dos ordenados da função publica e dos reformados: Onde não há dinheiro, não à investimento e vice versa. Como se pode gerar riqueza sem investimento? sem trabalho? sem produção?. As sucessivas gestões autárquicas, foram abrindo a cidade às grandes superfícies, inviabilizando assim o progresso e manutenção do comércio local, que neste momento é dominado pelo comércio chinês.
    Sr. Jorge Martins, mostre por favor, onde se aplicou com bons resultados essa sua receita “Do verdadeiro socialismo”. Gerir e fazer “flores” com muito dinheiro é fácil; o difícil é encontrar saídas para fazer frente às dificuldades.
    Subscrevo inteiramente as ideias expostas de HPALMA e de SAD. Eu acrescento: Infelizmente Beja, só teve um Leonel António Cameirinha, só tem um António Chicharo, um João Paulo Ramoa, um Lança e uns quantos mais, que heroicamente continuam a dar emprego e ser o sustento de muitas famílias: Vamos a ver até quando conseguem.e não se cansam. Criticar é muito fácil, fazer alguma coisa de útil, é obra mais difícil. Se chegámos a este triste estado, foi muito por nossa culpa, já que sempre criticámos mais do que realizámos: A inveja, tem sido a maldita companheira que sempre nos tem perseguido; em vez de, louvarmos aquilo que de bom existia na nossa terra, pomos a descoberto pequenos defeitos nos quais outros nem reparavam. Beja, pode ser ruim mãe, mas nós como seus filhos, também deixamos muito a desejar!
    Infelizmente, somos um bando de invejosos e imbecis, que nada fazemos e estamos sempre a criticar quem faz!

  14. Carlos T. diz:

    Triste é também o comentário que o Sr vereador Miguel Góis deixa no Facebook –“A RTP já deverá estar quase a receber uma cartinha e essa Jornalista também”. Digam ao Sr Vereador que há liberdade de imprensa e que a tal “cartinha” quando chegar à RTP deve provocar gargalhadas.

  15. AVLISESTE diz:

    É caso para dizer, o sr. vereador Miguel Gois, quer tapar o Sol com a peneira: Por aqui se vê o nível da vereação que gere a autarquia Bejense. É altamente frustrante ver os resultados ou trabalho que estes senhores tem apresentado. Não souberam aproveitar (para mal dos nossos pecados) a maioria que lhe foi dada, por gente que estava farta da ditadura do PC.
    Com uma equipa tão rudimentar, que nada tem feito, o PC, infelizmente, vai voltar e com uma absoluta maioria. O dr. Zé Barriga e todos aqueles que de boa fé colaboraram na eleição do Jorge Pulido Valente, estão profundamente desapontados com a inépcia desta vereação. Para além da falta de dinheiro que toda a banca tem, com uma equipa destas, quem é que há-de emprestar dinheiro ?.
    As obras do Jardim Público foram e são um exemplo da falta de dinâmica: As incertezas quanto ao aeroporto e sua exploração, outro exemplo da falta de combatividade desta autarquia (aí se o aeroporto estivesse na outra cidade da qual dizemos tanto mal?!). O fim da CP com o encerramento da Estação de Beja é outro exemplo de falta de garra dos “nossos” autarcas. Parque Industrial ? Centro Histórico da Cidade ? Banco de Portugal ? Palacete Da União dos Sindicatos ao Jardim do Bacalhau ? Rua da Lavoura ? ETC. ETC. Isto é só na cidade de Beja, sem ir às aldeias!
    Bejenses, conterrâneos…. temos de viver com aquilo que temos e o que temos é muito pouco e mau !

  16. Anónimo diz:

    Uma treta de “reportagem” que nada diz!

    – Poder-se-iam apontar outros tantos exemplos de sucesso mais ou menos recente no comércio local de Beja!
    – Poder-se-ia perguntar com que base foram escolhidas estas pessoas e não outras!
    – Poder-se-ia questionar se não é por demais evidente desde há muitos anos que existe excesso de construção de novas casas/ urbanizações face ao contínuo decréscimo da população residente!
    – Poder-se-ia perguntar quem é que não sabia desde há muito tempo muitos “patos bravos” viveram e enriqueceram da especulação imobiliária!
    – Poder-se-ia perguntar porque é que os anteriores executivos camarários aprovaram o crescimento anárquico e “em altura” da cidade empurrando as pessoas para freguesias rurais que ajudou a transformar em subúrbios dos subúrbios da cidade!
    – Poder-se-ia perguntar porque é que o dinheiro gasto nas polémicas obras do POLIS não foi utilizado na recuperação “com pés e cabeça” dos espaços públicos do centro histórico!
    – …

  17. ZE DAS NEVES diz:

    É lamentável que o Presidente de uma Associação Empresarial tenha andado a arregimentar pessoas para aparecerem no papel de coitadinhos.Deveriam sim apresentar casos de sucesso , e felizmente temos alguns , pois de misérias estamos fartos.
    Mais uma vez os Baixo-Alentejanos apareceram como uns incapazes , sem capacidade , sem iniciativa.

    Por ultimo , esse rapazinho Miguel Gois , que além de controleiro politico do PS-Beja , também organiza espectáculos da CMB , deveria fornecer algumas explicações como funciona essa coisa do PROT , da Reserva Agricola , da Reserva Ecológica , do PDM , etc

  18. AVLISESTE diz:

    @ZE DAS NEVES:
    Você sabe donde é oriundo o Presidente da Associação Comercial ? (Um tal de Carriço ?) Que interesses representa e como veio cá parar ? Era importante conhecer publicamente essa situação e talvez assim se conseguisse fazer luz sobre muitas coisas? O ex presidente António Saleiro poderá explicar ? Repare que há muito tempo que os comerciantes de sucesso, como vc diz e bem, se deixaram de rever na sua associação: É Triste!
    Quanto ao rapazito Miguel Gois, é isso mesmo, um rapazito, que está a prestar um mau serviço à cidade e ao PS, mas como é quase imberbe, ainda está a tempo de emendar a mão e deixar-se de “candongas” (mas quem sai aos seus não é de genebra).

  19. El Juanito diz:

    Faço minhas algumas frases do Anónimo.

    “…- Poder-se-ia questionar se não é por demais evidente desde há muitos anos que existe excesso de construção de novas casas/ urbanizações face ao contínuo decréscimo da população residente!
    – Poder-se-ia perguntar quem é que não sabia desde há muito tempo muitos “patos bravos” viveram e enriqueceram da especulação imobiliária!
    – Poder-se-ia perguntar porque é que os anteriores executivos camarários aprovaram o crescimento anárquico e “em altura” da cidade empurrando as pessoas para freguesias rurais que ajudou a transformar em subúrbios dos subúrbios da cidade!
    – Poder-se-ia perguntar porque é que o dinheiro gasto nas polémicas obras do POLIS não foi utilizado na recuperação “com pés e cabeça” dos espaços públicos do centro histórico!”

    E acrescento mais:
    Andaram durante anos a fio a empurrar os jovens daqui para fora, com preços elevados e baixos salários em todos os sectores, imobiliário, comercio, serviços etc.
    Agora é claro, qualquer dia vamos ver rolar pelas nossas ruas aqueles grandes novelos de palha típicos das cidades desertas.
    Vejam lá se mesmo assim com esta crise o preço das casas e o preço dos automóveis baixa! Isto só para dar um exemplo, porque no comercio nem se fala. Até os “arroz chau-chau” já aprenderam a subir os preços, vejam lá a crise que por aqui vai.
    E por este andar mais sectores irão vai fechar.
    Ah! Já me esquecia, mas temos um aeroporto! Para as “Tias” irem fazer umas compritas a Londres! 🙂

  20. Anónimo diz:

    @AVLI – Na mouche!

  21. ZE DAS NEVES diz:

    @AVLIS.—Não me referia ao Presidente da ACOMERCIAL , mas sim ao do NERBE

  22. AVLISESTE diz:

    Do NERBE sabemos quem é e os interesses que tem tido e ainda tem: Pelo que dele conheço, Sempre deu a cara!
    Faz falta conhecer é o perfil do sr. presidente da A. Comercial: Donde veio ? o que faz por aqui ? o que pretende? que interesses representa ? etc. etc. e já agora: Quanto aufere da A. Comercial ?
    Já agora: Para que servem a A.C. e o NERBE ? Defendem alguém ? Ou será só para manter uns quantos postos de trabalho e servir a vaidade e promoção de alguns dirigentes ?

  23. Anónimo diz:

    @AVLIS entre outros – “o Presidente da Associação Comercial ? (Um tal de Carriço ?)” fez parte da Comissão de Honra do Partido Socialista nas eleições legislativas … basta “googlarem-se” e confirmar … 😉

  24. juquim boio diz:

    Para a próxima entrevistem o el chali ou o mestre cacau…. ou a herdade dos grous ou a da malhadinha e é capaz de funcionar como anti-depressivo! Uma vez ia a passar na rua de são Luís em Faro e li uma frase escrita na parede do adormecido estádio do farense:”Dos fracos não reza a história, força Farense”.. Se algum dia alguém se lembrar de escrever isto nas paredes de Beja (alusivo à cidade) talvez se faça ver na RTVÊ, ou nas que quiserem vêr, que nem só de lamúrias vive Beja e que somos muitos os que têm a força e a coragem… aparecem é pouco na TV! Não é preciso virem as agências de RAITING de LX mostrar as fragilidades do comércio de Beja (desafio a entrevistar qualquer retrosaria ou construtor do resto da país) é sim preciso que os de Beja acreditem na cidade e nas suas potencialidades e não nos deixar-mos embeber por este negativismo contagioso.. tenho dito!

  25. AVLISESTE diz:

    Anónimo – 10.04.2011 às 11.12
    Explique-me p.f. como se eu fosse muito burro:
    Qual é a mais valia para a Associação Comercial que “esse tal de CARRIÇO” pertença à Comissão de Honra do Partido Socialista?. (Será mais um boy a branquear o sr. Trocaste ? junto dos comerciantes ?)
    O que se pretende saber, repito: Donde veio ? o que faz por aqui ? o que pretende ? e que interesses representa ? e quanto aufere de vencimento, ajudas de custo, mordomias, etc.
    Que empresas tem ? há quanto tempo está associado na ACBeja ? É só para a malta entender !

  26. Praça da República » Vamos todos, cantando e rindo… diz:

    […] vão aproveitar a ocasião para promover iniciativas que limpem a má imagem deixada por uma reportagem recentemente transmitida pela RTP. Acho bem! O que me parece uma verdadeira visão provinciana é o […]

  27. fernanda diz:

    Que pena que eu tenho dos empresários de Beja não terem nada para comer,vaiam as caritas pedir comida.

  28. AVLISESTE diz:

    @fernanda:
    Você sabe do que fala ? ou é algum “peido mental” que você quer aventar ? Será ?
    Olhe, aprenda a escrever: Diz-se VÃO e não “vaiam”.
    Não se meta em caminhos apertados, porque corre o risco de ser apalpada (por algum empresário)!

  29. Praça da República » Ora vamos lá a ver se eu entendo diz:

    […] esta reportagem e o que é divulgado nesta notícia, o que é que se passou? Não sabem? Então eu revelo: […]

  30. Justo diz:

    Beja tem o destino traçado há mais de 10 anos.A culpa é dos baixo alentejanos e de mais ninguem. Passam a vida a dar tiros uns nos outros e não há uma estrategia concertada.O pensamento bejence, ainda mais do que o português, é safe-se quem puder. As associações disto e daquilo (agora as novas são as de comercio e regantes) servem apenas para alimentar tachos no curto prazo e para dexar mal visto os associados(neste caso comerciantes e regantes).ACOS,NERBE,etc. são lixo liderados por pavões inchados gozados há força toda por quem não é de cá.
    Évora a capital

  31. Avatar diz:

    Mas que matou o pequeno comercio da Cidade de Beja????
    As grandes superfícies??? uhmmmmm… acho que não! Ou terá sido as famosas lojas de Chineses????
    Mas quem troce os Chineses para Beja????…
    Afinal há mais culpados… não culpem só os actuais…
    São todos iguais!!!

    Um bom Feriado!!!