Abr 05 2011

Iluminados

Publicado por as 12:20 em A minha cidade

Sejam os fregueses de S. João Baptista no esplendor da luz perpétua.

Share

10 Resposta a “Iluminados”

  1. Regina diz:

    O artigo tem um erro grave: onde se lê momento, certamente devia ler-se monumento.. 🙂

    Seja como for é bom saber que há que ainda tenha dinheirinho pra investir em iluminar estátuas e pelorinhos… ainda não aderiram á politica de poupança da LUZ… rsrsr

  2. Paulo Nascimento diz:

    Regina

    O que foi lá instalado, é iluminação LED alimentado por baterias e um painel solar. logo não gasta um tostão para funcionar.

    Mas a instalação do sistema foi paga. Se foi pelos donos da obra, o Clero, então tudo bem.

    Se foi pago pela junta , então alguém deve uma explicação aos seus fregueses.

    ….

    Sobre o que lá está. Sempre fica pitoresco, e interessante. eu teria preferido uma bola de espelhos, mas não se pode ter tudo.

    Se em vez de utilizarem painéis e baterias, tivessem feito uma ligação directa á energia espiritual da santa, talvez ficasse mais barato.

  3. Paulo Nascimento diz:

    Dois mil euros deve ser suficiente para colocar um ecoponto no local do largo onde agora só está um MOLOK. ou não ?

  4. João Espinho diz:

    @paulo – também só pensas em lixo.
    Já agora: o clero é dono da obra? Eu tinha a ideia que a coisa tinha sido resultado de um peditório ou pagamento de promessa. Não sei, mas vou procurar uma foto que tenho, tirada no local no dia da minha primeira comunhão. não havia nem moloks nem ecopontos e a política era muito mais virgem 🙂

  5. Carlos Gomes diz:

    Eh,Eh! Política virgem. Corrijo. Naquele tempo havia um cobridor que nos f.*. a todos.

  6. Reinaldo Louro diz:

    A obra é da responsabilidade e paga pela Junta de Frguesia de S. João Batista, conforme promessa eleitoral do PSD nas autarquicas 2009 !

    A mais valia ambiental é a retirada de todos os veículos automóveis da placa central do Largo do Carmo e devolvê-la aos cidadãos, já que o estacionamento era anarquico e irregular na classificação dos serviços urbanos e de trânsito da edilidade bejense.

  7. Paulo Nascimento diz:

    @João

    Independentemente da forma como foi construída e paga, o que importa é quem é o actual proprietário.

    Foi-me dito por um dos sacerdotes da igreja do Carmo que o largo é propriedade do município, e que a estátua e respectiva Base são propriedade da Igreja.

    Sei bem que isso foi uma promessa eleitoral da actual presidente da Junta, (aliás, a única promessa).

    Até tem a sua graça o esplendor da santa, mas dois mil euros !? Bem, é tudo uma questão de prioridades.

    Sem precisar falar de lixo, posso apontar outras coisas na freguesia que foram esquecidas.

    Por exemplo, existem duas paragens de autocarro na estrada da Vila Azedo (freguesia São João), uma junto ao Alcoforado, e outra junto ao Engenho Bar. Estão num estado deploravel. será que doil mil euros chegam para limpar e pintar uma e arranjar a outra ?

    Os utentes dessas paragens podem não poder sentar-se, e até apanhar chuva , mas a santa têm um bonito esplendor.

    mas é tudo uma questão de prioridades.

  8. Paulo Nascimento diz:

    Sobres os Carros:

    Concordo plenamente com a remoção dos carros, do painel central do Largo do Carmo.

    Liberta espaço para os peões, e ajuda a valorizar o património, neste caso , a estátua.

    mas…

    na reunião que houve com os moradores, os moradores concordaram com a remoção dos carros, desde que fossem criada alternativas de estacionamento (bairro alemão), nunca sem antes garantir estacionamento para moradores, provavelmente colocando parquímetros e fornecendo cartões de residente.

    A presidente da junta ainda abordou a hipotesse de aproveitar estas ultimas obras e não voltar a deixar entrar carros no largo. mas os moradores, disseram que, sem garantir alternativas aos moradores para estacionar, tal era desaconcelhavel.

    Pelos vistos a presidente parece ter decidido experimentar, retirar de vez os carros. Sem seguir as recomendações dos moradores em dita reunião.

    Vamos ver como corre, talvez resulte.

  9. Paulo Nascimento diz:

    Observei agora que as grades já foram removidas do largo do carmo. já voltou a ser possivel estacionar no painel central.

    Deve ter sido algum atraso na recolha das grades.

    Vejo que a Presidente só vai retirar os carros, quando for requalificado o painel.

  10. Reinaldo Louro diz:

    A decisão da retirada do parque de estacionamento irregular na placa central do Largo do Carmo é única e simplesmente tomada pelos serviços de urbanismo e trânsito da autarquia ( já deram parecer favorável nesse sentido e tal foi dado conhecimento na reunião de moradores ) e a última palavra pertence ao executivo da Câmara Municipal de Beja.

Deixe Uma Resposta