Mar 13 2011

Sobressalto cívico (4)

Publicado por as 14:45 em Sobressalto cívico

Camiões vão parar à meia-noite.

——–
Recordo estas palavras: “A nossa sociedade não pode continuar adormecida perante os desafios que o futuro lhe coloca. É necessário que um sobressalto cívico faça despertar os Portugueses para a necessidade de uma sociedade civil forte, dinâmica e, sobretudo, mais autónoma perante os poderes públicos.”

Share

10 Resposta a “Sobressalto cívico (4)”

  1. Pedrada no Charco... diz:

    Esta frase do Presidente da República no dia da sua tomada de posse, pode ser entendível de várias formas:

    No que me toca, a minha opinião ela é provocatória e um pouco ” incendiária ” porque aquilo que ela pode originar se é que não provocou já, uma catalização de manifs contra o poder político onde ele próprio está incluido, vamos a ver se o tiro não lhe sai pela culatra !

  2. Paulo Nascimento diz:

    Cavaco Silva não cataliza nada. As intervenções dele são gigantescos bocejos.

    Aqueles que o idolatram, apenas se envolvem em manifestações quando á frente segue um andor.

    Aqueles que o Desprezam, Vêm em cada uma das suas palavras um acto de hipocrisia.

    E apenas existem estes dois grupos, em relação a Cavaco.

    Sobre os Transportadores…

    Quando o povo corta uma estrada. logo vêm os pitbulls do regime dar umas cacetadas.

    Os mesmos pitbulls que não hesitam em mentir, para prenderem sindicalistas. para depois vir um juiz ridicularizar os Gorilas fardados.

    Perante um boicote ilegal, que vai por em causa o funcionamento do país. apenas porque os seus promotores não hesitam em usar o enorme poder de que dispõem.

    Quero ver se o governo têm tomates para por estes fulanos na ordem. Com a mesma coragem que demonstra ao enviar os gorilas fardados para cima do povo.

  3. hpalma diz:

    Um empresa em que os custos aumentam, não tem outro remédio que não seja aumentar os seus serviços na mesma proporção. Deverão fazer como a aviação que nestas alturas aplica uma taxa de combustivel.
    Os combustiveis não aumentaram apenas para o transporte terrestre. Existem muitas actividades altamente dependentes do petroleo e ainda não os vi parar.
    Penso que este sector atravessa dificuldades como muitos outros, mas precisa de se adaptar à nova realidade. Houvesse em Portugal uma aposta na rede ferroviaria de mercadorias e o pais já não ficaria em suspenso por causa de um unico sector economico, que usa essa posição dominante para tentar obter vantagens económicas que não são concedidas as todos, mesmo que estejam em semelhantes dificuldades.

  4. trabalhador rural diz:

    Para mim o problema desta país é o seguinte: o PS quer sair, o PSD quer entrar, mas ninguem quer assumir nada, o PS espera que o empurrem para fora,e o PSD espera que o empurrem para dentro. se o PS cair argumenta que não os deixaram endireitar o país e o PSD vai argumentar que a herança foi pesada e não conseguem resolver tudo em 4 anos, e no final o povo esta cada vez mais na miseria e os politicos a engordar as contas bancarias, esta corja de senhores que tem todos grandes fortunas a conta de quem trabalha, o SALAZAR escravizou o povo mas fez de PORTUGAL um país rico e respeitado. Que venham 10 ou 12 SALAZARES, um para cada ministerio e isto dentro de pouco tempo volta a ser um país respeitado por todos. já diz o proverbio a muitos anos, QUERES VER UM POBRE SOBERBO, DA-LHE A CHAVE DE UM PALHEIRO. E AS CHAVES VOLTARAM A SER MAL ENTREGUES.

  5. El Juanito diz:

    @hpalma
    Desculpe mas o sr deve estar a referir-se a outras empresas de aviação que não a TAP. Com que então os combustíveis também subiram para os aviões! Referindo-me à TAP, esquece-se o sr. que nesta empresa, são injectados muitos “tostões” do contribuinte, assim, não estou a entender o seu anterior raciocinio.
    Cumprimentos!
    Ps. Acho muito bem que os camionistas façam alguma coisa, pois parece que são os unicos neste país a conseguir fazer oposição ao governo, coisa que até o maior partido da oposição não tem “conseguido” fazer.

  6. Paulo Nascimento diz:

    @trabalhador rural

    Para todos os que defendem Salazar. Eu desejo uma coisa.
    Criar uma região autónoma especial. Por ex. em em Santa Comba.
    Onde, de forma voluntária possam ir viver, sob um regime igual ao estado novo.

    Não possam ser funcionários públicos sem declaração do padre.
    As enfermeiras não possam casar.
    Levem com missa na escola.
    Para sair, as mulheres terem de pedir autorização ao marido.

    E claro..
    Não poderem falar sem olhar para todos os lados mil vezes por causa dos bufos e pides.
    Bordanada da grossa se ousarem falar em democracia,liberdade, pão para os filhos esfomeados…. etc….
    E a palavra socialismo ou pior marxismo, seja significado de alguém que desapareceu misteriosamente.

    ….

    Os saudosistas do Botas de Elástico, só poderiam sair da região dez anos depois de entrarem… se sobreviverem…

    depois conte-me como foi.

  7. hpalma diz:

    El Juanito
    Não sou especialista na matéria, mas recordo-me recentemente de ler qualquer coisa relativa a aumento de taxas de combustiveis na aviação. Se errei, ou se o exemplo não foi o melhor, as minhas desculpas.
    Onde quero chegar é que as empresas de camionagem são como todas as outras que sofrem com estes aumentos do petroleo, só que o seu poder reivindicativo é muito maior, lutando por obter benefícios que não são depois concedidos aos outros sectores . Ainda pior, é que não é a maioria que faz essa luta. Veja os apedrejamentos feitos aos que querem continuar a trabalhar.
    Se os custos aumentam, façam reflectir no preço final e depois a concorrência que faça o resto. É assim que funciona o mercado.

  8. QUI-QUI diz:

    Uma das conquistas do 25 de abril foi o DIREITO à greve, não a OBRIGAÇÃO da greve. Sejam democratas. Por acaso participei numa greve e até nos aplicaram a requizição civil, mas quando determinado partido achou que era o dono destas situações, acabou-se o bom senso, o seriedade, etc. etc.

  9. Bitacoras.com diz:

    Información Bitacoras.com…

    Valora en Bitacoras.com: Camiões vão parar à meia-noite. ——– Recordo estas palavras: “A nossa sociedade não pode continuar adormecida perante os desafios que o futuro lhe coloca. É necessário que um sobressalto cívico faça despertar o……

  10. El Juanito diz:

    @: QUI-QUI
    Realmente tem razão mas há um pequeno senão, acontece que existem empresas em que os seus camionistas são coagidos a não aderirem ás greves. Assim, quando por vezes se vêem camionistas “fura greves”, poderão estar a ser obrigado a isso.
    Portanto isto é só um alerta, de que o DIREITO à greve, por vezes não é um direito UNIVERSAL.

Deixe Uma Resposta