Jan 03 2011

Confirma-se

Publicado por as 8:32 em A minha cidade


(via Aldeagar)

Que a Praça da República é um dos locais privilegiados para organizar eventos na cidade de Beja.
Durante anos a cidade abandanou-a, virando-lhe as costas, como resposta aos maus tratos que lhe iam infligindo. Durante demasiados anos ignoraram-se as críticas, os apelos, as sugestões. A resposta foi dada na festa de passagem de ano que, finalmente, ali se organizou.
Depois do Castelo, a Praça da República.
Falta agora demonstrar que, também no Jardim Público, se podem levar a cabo festas e outros eventos.
Haja ideias e vontade, que gente não faltará.

Share

10 Resposta a “Confirma-se”

  1. Rui Eugénio diz:

    É verdade, mas ideias, vontade e gente são factores necessários mas não suficientes – falta o dinheiro. Mas pergunto: falta mesmo? É que até há pouco tempo não havia dinheiro para nada e de repente fez-se esta festa – e repito, ainda bem, porque levou o povo à praça. Já tive a oportunidade de dar os parabéns a todos os que estiveram envolvidos no evento. Mas agora não pode haver desculpas, há que trabalhar deixando de lado as politiquices que têm emperrado a cidade.
    Já agora, seria importante que fossem divulgados os montantes que foram despendidos na organização desta passagem de ano. Só desta forma poderá haver transparência!
    Abraço e bom ano para todos.

  2. enxoe diz:

    Parabens João.Bonito.É assim também que Beja pode e deve crescer.
    Um abraço
    enxoe

  3. luisa becker diz:

    que pena eu nao estar presente.mminha querida cidade.

  4. Sílvio Horta diz:

    Gostei de ver as fotos, deu para ter uma ideia do excelente ambiente que esta iniciativa proporcionou. Boa iniciativa para revitalizar a nossa cidade.

  5. eu diz:

    @Rui Eugénio – Tendo em conta que os artistas poderão ter sido de “borla” segundo já houvi por aí na Blogosfera, o palco é pertença da câmara, o aluguer das stands que deveriam ser 10 módulos de 3x3metros a 75 € = 750€, àgua, luz e esgotos pomos aí mais quê … uns 750€, estamos aí com 1500€ gastos, prós foguetes pômos mais quanto … 2500€, prontos já está em 4000€. Fazemos agora um supor que quem tinha lá negócio entre todos pagaram à câmara 1000 aéreos. Esta festa ficou aí em 3000€ “aéreos em númaros radondos” nã devo dandar munto lões. Baratinha e com a praça cheia…

  6. Jorge Pascoa diz:

    @eu, já pensou ir para Ministro das Finanças? É que a fazer contas assim resolvia logo problema da crise. Espere sentado para ver os custos da festa para não cair redondo. O numero que avança não anda munto longe se lhe juntar um zero.

  7. Celso Pereira diz:

    E eu junto-lhe mais um e sabem o que dá ? – Xutos do Carmo e Carlos Pontapés.

    Cumpts,

  8. João Espinho diz:

    @j. pascoa – seguramente, espero, não terá havido “borlas” por parte dos artistas intervenientes. Mas, diga-me lá, Bej@ orgulha-se da festa da passagem de ano, certo? E não foi preciso o Toy!

  9. El Juanito diz:

    Não foi preciso o Toy e ainda bem, pois se tivesse vindo tinha estragado a noite.
    Toys e Tonis levem-nos os diabos para seus covis! 🙂

  10. Ele diz:

    Castelo: concertoa variados, desde há pelo menos 20 anos, musica, encenações históricas, performances, etc…
    Praça da Republica: concerto com Mariza, programa Polis e festas, festinhas e bailes e bailaricos durante o dia para publicos diversos desde ás obras do referido progrmema polis.
    Jardim publico: concertos, dis da crinaça, feiras várias, festas tematicas, desde há pelo menso 20 anos.

    O sr não é de cá não? Ou andou dormindo?

Deixe Uma Resposta