Nov 03 2010

Beja – Terras de Cante – Festival Internacional de Tunas Universitárias

Publicado por as 0:05 em Geral

Programa e mais informações aqui.

Share

7 Resposta a “Beja – Terras de Cante – Festival Internacional de Tunas Universitárias”

  1. NG diz:

    «… TUNA UNIVERSITÁRIA DE BEJA»… Olha! Não sabia que Beja tinha uma UNIVERSIDADE! Que será o ilustre Reitor? O professor Karma?

  2. João Espinho diz:

    @ng – a Universidade da Vida não serve? Em que cada um é Reitor de si próprio?

  3. NG diz:

    @João: Essa é outra ESCOLA (uma grande e insuperável Escola, aliás), mas que nada tem a ver com tunas e vaidades de capa e batina. E não tem reitor, não senhor! Beja não tem e nunca teve (infelizmente) ensino universitário. Porque raio lhe chamaram Tuna Universitária, vá-se lá saber…

  4. El Juanito diz:

    @ NG
    É mais “in” usar o nome de Universidade! 🙂

  5. Celso Pereira diz:

    @ NG

    A TUB ( Tuna Universitária de Beja ), leva o nome da cidade e os cantes alentejanos aos maiores palcos deste país e além fronteiras, isto é um facto. Se você acha que o problema é o nome da mesma, então quem tem realmente o problema não é a Tuna. Já agora, veja mas é se vai assistir ao Terras de Cante no Pax.

    P.S ; “in” era se fosse TCB……….não, não é Castelo de Beja, é Cocharro de Beja…..e sempre meio-cheio de preferência.

    Cumpts,

  6. ammp27 diz:

    Lá esta estarei!! Hoje e amanhã é dia de festa e música!!!

    … Porra pá até no nome da Tuna vêem mal …
    Estes moços tem feito muito por Beja assim como a tuna feminina, levando o nome de Beja por toda a parte.

    Levantem mas é o “pacote”, e participem nas actividades de Beja!

    Abraço

  7. NG diz:

    Celso, ammp27 & Cia.:
    Não tenho nada contra as tunas em geral nem contra a de Beja em especial. Eu próprio já fui «tuno» e ainda hoje tenho participação activa em grupos amadores de música. As Tunas devem ser acarinhadas e nem tem discussão! O que não concordo é com a designação «Universitária» porque o não é! Cheira-me a presunção desnecessária e a excesso de água benta… E não gosto de nada que ligue a minha cidade a factros que possam servir de escárnio aos que daqui não são. Francamente vos digo que essa história de Universitária de Beja, me cheira muito a Banhista de Messejana…

Deixe Uma Resposta