Nov 26 2010

Aeroporto de Beja: mais um folhetim (actualização)

Publicado por as 10:35 em A minha cidade


foto: joão espinho

Sobre ” (…) o objectivo de este aeroporto vir a complementar quer o de Lisboa, quer o de Faro, bem como o de vir a captar voos “low cost” que potenciem o turismo do Alentejo, o Tribunal de Contas sublinha no relatório de auditoria que ‘não existem ainda nem operadores nem acessibilidades’ e que ‘Beja não tem acessos rodoviários e ferroviários eficientes para o resto do país e para a Europa’. O TC diz também que ‘tanto a Ryanair como a TAP iniciaram, em Fevereiro de 2010, meros contactos exploratórios’, mas ‘não apresentaram propostas interessadas ou interessantes’.

(ler “Erro na pista de Beja vai custar oito milhões“)

Nesta peça do JN faltam algumas coisas. Talvez o Governo (Secretaria de Estado das Obras Públicas) possa dar uma ajuda a completar a notícia.

Adenda 1: “O Ministério das Obras Públicas refuta as críticas do Tribunal de Contas. Considera que o aeroporto será um factor de desenvolvimento, mal esteja no activo. Que há poupanças relativamente ao orçamento de obras e que os acessos já estão em construção.”
O MOP poderia ir mais além. Esclarecer dúvidas. Mas, parece-me, há aqui quem esteja interessado em ocultar algumas verdades.

As reacções/notícias:

1 – Associação alerta para prejuízos devido ao atraso no aeroporto de Beja

2 – Autarca de Beja critica relatório do Tribunal de Contas sobre o aeroporto da cidade

3 – Tribunal de Contas alerta que Aeroporto de Beja avançou sem garantias de viabilidade

4 – Governo garante que não há derrapagens (com video)

Nos blogs:

beja aboa aboa que o teu pai tá em lisboa

Em defesa do aeroporto de Beja

Ó Beja, terrível Beja, Beja da minha desgraça

Sentença lida

Aeroporto de Beja não descola mas alimenta muita conversa

Share

10 Resposta a “Aeroporto de Beja: mais um folhetim (actualização)”

  1. Qualidade da Democracia diz:

    O jornal o Público faz 1ª página com o assunto e diz 32 MILHÕES de EUROS em 10 anos no Aeroporto de Beja.

    Ora, deixa-me lá fazer contas quem governou Portugal nos últimos 10 anos PSD com Durão Barrosso e Santana Lopes e PS com José Socrates.

    Como se sabe desde a 1ª hora a EDAB, SA não possue estatutos para fechar contratos e terá que ser a ANA com as entidades locais a formar uma empresa com esse fim contudo, o tempo passa e volta a passar e apesar das obras estarem prontas a certificação da pista só deve sair de cima da mesa entre Março e Junho de 2011 e a pista só para estacionar serve no presente momento.

    A quem interessa este triste presente sem IP 8 concluída, sem contratos assinados da mais variedade espécie e sem pessoas no Aeroporto de Beja ?

  2. Chaparreira diz:

    Para reflectir:

    Beja tem um aeroporto sem aviões, sem pista aprovada, sem acessos, sem nenhum contrato aeroportuário, sem projectos de criação de emprego e com um futuro incerto.

    Évora tem um contrato com a Embraer para a construção de duas fábricas.
    Nos planos está a criação de 600 postos de trabalho directo e 1200 indirectos.
    Outras infra-estruturas estão em estudo.

    Não me surpreende se no futuro próximo (2 ou 3 anos) houver um aeroporto em Évora ainda antes deste “nosso elefante branco” ser inaugurado. Sou a favor de Beja, mas o tempo dará razão ao melhor projecto que estas capitais têm em curso.

  3. Olga Silva diz:

    Exmºs Srs

    Acabei de assinar esta petição online, na tentativa de salvar do desemprego todos os funcionários da Groundforce de Faro.
    São 336 famílias.
    Não me parece justo que paguem pela administração danosa que têm tido.
    Não podemos permitir que mais uma vez ” a culpa morra solteira”, e que mais uma vez, paguem por ela inocentes.
    Pensam que concordam.
    Agradecia que assinassem a petição, e que dentro do possível a divulgassem pelos vossos contactos, familiares….
    Peço-vos alguma celeridade.
    A Groundforce quer finalizar todo o processo a 30/11/2010.
    Muito obrigada
    Olga

    «Aos Portugueses»
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N4083

    Subscrevam a petição aqui http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N4083

  4. Anónimo diz:

    Porque será que esta notícia não nos surpreendeu mesmo nada?!

  5. Vasco diz:

    Aterram lá Antonovs e não aterram Boeings e Airbus porquê?

  6. João Severino diz:

    Agradeço a referência. Abraço.

  7. João A. Espinho diz:

    @Vasco:
    Porque uma coisa é aterrar uma aeronave pesada de vez em quando, outra coisa é ter um tráfego constante de aeronaves pesadas. Não são só os Antonovs que lá aterram, os AWACS (que são Boeing 707 modificados) também fazem visitas a Beja de vez em quando, bem como outros avióes do mesmo porte (lembre-se do Euro 2004, em que Beja foi um estacionamento adicional a aeronaves comerciais). Mas, de novo, isto são situações ocasionais.

  8. Chaparreira diz:

    @João:
    Então isto significa que avançou-se com a construção do aeroporto sem ter a certificação da pista?
    Começou-se a construir o aeroporto pelo telhado, em vez de ser pelas fundações? É o que parece.

  9. boing 747 diz:

    A melhor forma de resolverem isto é não darem a concessão do aeroporto à ANA pois estes boys não têm interesse em vir para Beja. A EDABE é que devia gerir o aeroporto.

  10. Chaparreira diz:

    Pois claro. É isso mesmo, caro boing!
    A ANA está a inflacionar os preços para que a “aviação” não tenha interesse em instalar-se.

    Que se avance com outra gestão!
    Mas, terá a EDAB competência para gerir a máquina? Talvez… com alguns ajustamentos no staff e organização.