Out 30 2010

Força, força, camarada Chico

Publicado por as 8:35 em Presidenciais 2011

Para uma arruada, está hoje em Beja o candidato comunista às Presidenciais 2011. O camarada Chico tem a tarefa de manter o Distrito de Beja como o único onde, nas presidenciais de 2006, saíu vencedor o candidato do PCP (Jerónimo de Sousa, com 27%). As sondagens, como se pode ver aqui, são-lhe muito favoráveis.
Força, que ainda faltam 3 meses.

Share

19 Resposta a “Força, força, camarada Chico”

  1. Zé dos Papeis diz:

    Já agora, atrevo-me a deixar um conselho… Xico quando falares na TV não digas tantas vezes portanto!

  2. El Juanito diz:

    Mas isto parece que há um clã de Xicos comunas em Beja.
    Bem , se já existem Xicos espertos porque não também os outros Xicos?!
    🙂

  3. Comudista diz:

    Forte? não será a candidatura? Só a derrota.

  4. Paulo Nascimento diz:

    Todos os votos contam.

    Os votos no camarada Chico permitem manter o eleitorado PCP mobilizado.

    Esses votos mais os de Fernando Nobre e até mesmo de Defensor Moura podem significar uma segunda volta.

    E depois de cheirar a sangue, a esquerda tratará de reformar o Cavaco.

    Até porque o homem já vai precisando de reforma, convoca um concelho de estado tarde demais. Talvez para dar nas vistas, e depois pede que haja entendimento no orçamento depois do acordo ter sido atingido.

    O suposto avanço de Cavaco não é critico, por duas razões:

    1ª O eleitorado PPD e CDS precisa ser incentivado a votar numa eleição que pensam já estar ganha. Até por causa da lei do casamento homossexual, haverá muitos que não se sentirão na necessidade de votar Cavaco, pensando que já ganhou e que dessa forma não terão de o fazer.

    2ª Cada vez que o Cavaco abre a boca, perde votos, seja para falar, seja para comer bolo rei. cada dia de campanha que passa, o cavaco perde votos. Se a campanha tiver duas voltas, o Cavaco é derrotado.

  5. Anónimo diz:

    @Paulo Nascimento,

    E qual foi o conselho que o Sr. Presidente da República convocou e para quê? Talvez para ouvir os seus conSelhos LOL

    Ai ai tanta ignorância e quase sempre a mesma cassette! Vá-se mentalizando porque ainda vai ter de levar com o Sr. Presidente da República Prof. Dr. Aníbal Cavaco Silva por mais uns anitos hehehe

  6. Celso Pereira diz:

    @ Paulo Nascimento

    Você é do contra, porque isso é sinónimo de ser romântico ?! Ou é mesmo por não ter mais nada que fazer, e acha que essa opção faz de si uma pessoa singular ?! Apesar das minhas palavras revelarem algum incómodo da minha parte em ler certos post’s seus…., posso garantir-lhe que……. é isso mesmo…….sinto-me bastante incomodado, os meus dias não são os mesmos depois de ler os seus post’s.

    P.S ; Você é daqueles que ainda acha que devemos acabar com os ricos em vez de acabar com os pobres, não é ?

    Cumpts,

  7. MARIA FLORES diz:

    O Camarada Xico Lopes deveria ter sido avisado que o Dia das Bruxas não é a 30-10

  8. Pedrada no Charco... diz:

    O maior inimigo eleitoral da maioritária esquerda parlamentar é a ABSTENÇÃO, para que possa existir 2ª volta, mas daqui até finais de Janeiro de 2011 muita água vai passar por debaixo das pontes e da crise.

  9. AVLISESTE diz:

    Caríssimos:
    Até quando teremos de aguentar estes “intlectualoides” tipo Paulo Nascimento ?
    Não vale a pena perder tempo com ele e com outros da laia dele, porque já que viu que nada de novo acrescentam à vida politica nacional. Estou em crer que para eles, bons tempos seriam aqueles em que os comunas dispensavam toda a gente de votar: Eles, o do partido, escolhiam por todos:
    CANALHAS …… GENTE MALVADA, Felizmente o povo português há muito que não lhes liga nenhuma (lá sabe porquê)!
    Não há já “pachorra” para tanta estupidez e quando esta é exagerada, só pode ser maldade.

  10. João Espinho diz:

    @AVLISESTE – sugere-se respeito pelas ideias contrárias, mesmo quando elas nos pareçam inverosímeis. Ataquem-se as ideias, mas não levemos os comentários para a ofensa pessoal. Obrigado.

  11. AVLISESTE diz:

    Caro João Espinho:
    Eu tenho respeito pelas ideias contrárias: Aliás, não é de hoje nem de ontem; sempre tive e continuarei a ter!
    Não vi até ao momento, ataques sérios e honestos à postura politica do professor Cavaco Silva: Tenho visto sim, infelizmente muitos ataques ao homem e à sua área politica.
    Lamentávelmente, mas talvez isso faça a diferença, temos sido muito mais condescendentes e contemplativos com quem nos injuria e cobardemente nos ataca. João Espinho, você por certo não ignora que se eventualmente outros ocupassem o lugar do professor, talvez menos liberdade houvesse para quem não comunga das mesmas ideias.
    Toda a gente, apregoa democracia, mas muitos não sabem viver nela, querendo ser seus donos e patrões: Vivem e praticam uma democracia à sua maneira, que só serve para eles.
    Ainda não se deram conta que o muro de Berlim já caiu e que a URSS já pertence à história: Infelizmente ainda há gente a sonhar e empregar metodos do KGB. Perdoai-lhes Senhor….. Não sabem o que fazem ou dizem !

  12. jazoil diz:

    Maldito 25 de abril !!!

    …que foi com cravos pois deveria ter sido à bala para acabar com o pessoal que apregoa democracia mas onde continua a

    ser dono e patrão de tudo o que é dele e do que não é também. Até se exorta aqui em “acabar com os pobres” é isso a

    democracia não é? E se calhar não estão enganados pois as politicas praticadas pós 25 Abril têm sido essas acabar com os

    pobres através dos exagerados impostos e politicas sociais da treta etc. Para depois os “DEMOCRATAS” armados em bons

    virem para a TV falar na inclusão social, campanhas de solidariedade, programas de beneficência conversas de “TIAS” para

    embalar o povo. Infelizmente ainda há gente a sonhar métodos da PIDE e SALAZARES.

  13. Paulo Nascimento diz:

    @Celso Pereira
    Não é minha intenção incomodá-lo a si e a qualquer outro que leia os meus posts.
    Até porque não sou ninguém que mereça essa atenção. Sou apenas um Zé ninguém que gosta de mandar uns bitaites.
    Quanto aos Ricos.
    Se forem Ricos por mérito próprio, e cumpram as suas obrigações fiscais e legais, não tenho nada contra eles. No que diz respeito á forma de distribuição de riqueza, não defendo a divisão forçada em partes iguais por toda a gente. Mas sim um sistema mais justo que diminua as vergonhosas assimetrias que existem na nossa sociedade.

    @AVLISESTE
    Como frequentador desta praça, decerto já percebeu que não faço insultos pessoais a ninguém. Posso ter opiniões mais “apimentadas”, mas é a minha forma de me expressar.
    O João Espinho decerto saberá do que estou a falar, já nos “picamos” um par de vezes aqui na Praça, mas não só respeito a opinião dele como muitas vezes concordo e a defendo.

    Não há dois serem humanos iguais, somos o somatório da nossa educação e experiências, sempre em constante mudança.
    O debate e confronto de ideias serve para aprendermos com as posições dos outros, seja para reforçar as nossas ideias seja para as mudar.

    Por fim è muito injusto afirmar que toda a gente de esquerda pretende subjugar os outros ao sua visão utópica, que defendemos ditaduras e policias secretas.
    Não nos queiram por todos no mesmo saco.
    Aliás, são mais as esquerdas, cada uma com a sua visão do que as direitas.
    Juntem-se três Trotskistas e temos uma cisão.

    PS. Não sou membro do PCP nem defendo o Bolchevismo Stalinista.

  14. ammp27 diz:

    Voto Branco pra todos esses FDPs

  15. AVLISESTE diz:

    Jazoil:
    Entenda por favor:
    Deve ser aspiração e preocupação de qualquer democrata digno desse nome, procurar acabar com os pobres, retirando-os dos limiares em que por vezes se encontram. Lembre-se que a seara não se deve emparelhar, cortando as espigas mais altas, mas sim, adubando e dando condições às mais baixas, para que se elevem. Quem sonha com metodos da Pide e Salazar, não são os democratas da área do CDS, PSD, PS, alguns (poucos) do BE ou até mesmo alguns que estão enganados no PCP. Verificamos pela raiva que destila, que quem sonha com métodos pidescos, salazarentos e estalinistas é você: Faz lembrar aquela tirada de má memória do “cabo de esquadra” Otelo Saraiva de Carvalho, que queria meter todos os fascistas no Campo Pequeno.
    Muito embora existam muitas desilusões com os resultados do 25 de Abril, felizmente, há cada vez menos pessoas do seu lado e cada vez mais amantes da liberdade e do progresso social: É preciso é tornar os pobres menos pobres e que os governos encontrem definitivamente formas de retirar / obrigar dos mais ricos, sem prejudicar o investimento, os contributos necessários para um bom equilibrio social.
    Não entender isto, penso que é altamente preocupante e alarmante!
    Paulo Nascimento:
    Gostei e registo as suas respostas, quer a que dirigiu a Celso Pereira, quer a que me dirigiu.

  16. Anónimo diz:

    Infelizmente ainda há líricos que continuam a preferir acabar com os ricos. Nós achamos preferível acabar sempre que possível com os pobres que cada vez são mais neste triste Alentejo ainda dominado por uma certa pseudo-elite dita de esquerda democrática que assenta a sua existência na pobreza, na ignorância e na iliteracia generalizada das pessoas. Esta pobreza de espírito é bem vível quando algum meio de comunicação social da capital se lembra de vir fazer reportagem sobre os alentejanos em extinção. É confrangedor e deprimente ouvir certas pessoas, ainda que de forma ingénua e bem intencionada, serem motivo de chacota fora daqui …

  17. Celso Pereira diz:

    O que penso sobre a candidatura de chico lopes ? Acho que a candidatura do Manuel João dos Ena Pá 2000 é mais credível.

    Cumpts,

  18. AVLISESTE diz:

    Bom assim, é melhor atirar a bola para as pitas !

  19. Francisco Monteiro diz:

    Saudações aos membros “falantes” aqui do fórum.

    É pelo diálogo que obviamente se progride.

    Todavia, esse diálogo é na mesma óbvia e natural condição de si próprio: humano.

    E “voilá” verão que, não querendo aqui dirigir-me para nenhum caminho utópico, o caminho (se é que as pessoas ainda querem caminhar hoje em dia) para esse bem comum, sociedade melhor, etc … é obviamente e naturalmente só um: humano.

    Sendo assim (vá se lá saber porquê) (uns dizem que foi o “big ben” e outros “partidarizam” em religiões) temos que obviamente e naturalmente nada nem ninguém derrota ou consegue ser superior á Natureza.

    Meus caros, fui em tempos estudante de ciência política e uma coisa aprendi e certamente que concordarão comigo. É que será inválido voçês escreverem ou progredirem com o “tal” diálogo se não souberem de fontes concretas aquilo que dizem.

    Por exemplo, quando um de vós diz que o Otelo queria meter todos os fascistas no Campo Pequeno é a demonstração cabal de que se trata de senso comum.

    Não crítico negativamente aqui ninguém, aliás na introdução dou os meus parabéns para o bom nível de conversações aqui tipificado pese embora alguns reparos que teriam que ser feitos.

    Não obstante, os factos são estes – vivemos numa sociedade capitalista ocidental.

    Se esse modelo resultou? Tem os seus aspectos positivos mas obviamente (basta olhar para a crise global) os seus negativos.

    Digamos assim, a esperança média de vida aumentou quantitativamente mas a sua qualidade pouco aumentou.

    Somos então, e por exclusão de partes, o produto deste modelo de Democracia Representativa que tem no seu enunciado o óbvio: a voz do povo apenas se exprime num acto físico e material denominado por “voto”.

    Tudo o resto é apenas anexo. O povo nunca lhe consegue nem conseguirá tocar. A não ser claro está pela excepção á regra que aliás só a confirma, o movimento social.

    Mas e movimento? É cientifico hoje por imensos dados mundiais estatisticos que o sedentarismo aumentou. Que a qualidade de vida é fraca na maior parte dos Países. E falo aqui na Europa. Não vá eu falar da África, América Latina, Russia, Oriente porque aqui a história seria outra e bem longa. Infelizmente digo eu.

    Sendo assim, se o caminho faz-se caminhando teremos que poder factualmente caminhar. Agora vejamos, esse caminho é feito pelas ruas, pela terra que existe entre nós.

    Tão facilmente chegamos a uma conclusão. Científica e básica aliás. Este modelo de Democracia Representativa nao pressupões esse movimento social. Para “Ele” o movimento social é a excepção e que matematicamente pela sua condição só surge “por acaso” (peço desculpa pelo termo aqueles que todos os dias fazem por ela”.

    Hoje sobrevivemos, não vivemos. A sociedade não tem participação política nem (pior do que isso) sabe o que isso é ou existe.

    Mas como disse á pouco, nada nem ninguèm consegue ser a Natureza.

    Concordarão comigo aqui quando digo que na História da Humanidade encontramo-nos hoje num período marcante da mesma, onde coisas marcantes têm acontecido e (espero eu serem positivas) estarão para acontecer.

    A meu ver, estamos nos próximos 50 anos ou mais a viver (eu e muitos de vós talvez não) em outros paradigmas e modelos sociais.

    Não falo da Globalização em si como “gigante” ou dado adquirido. Falo antes do óbvio: da capacidade do Ser Humano se ir cultivando ( e aqui sim entra em parte o fenómeno globalisante) e apercebendo-se desse mesmo óbvio (a falta de voz) lutando (sua condição natural) para poder comer pelo menos sobreviver um pouco mais.