Set 12 2010

Tretas

Publicado por as 14:00 em Geral

As maravilhas naturais do Alentejo não precisam de ir a concurso para serem mundialmente reconhecidas.
O resto são tretas.

Share

8 Resposta a “Tretas”

  1. vitor encarnacão diz:

    Caro João, o Alentejo é coisa de alma e horizonte.
    Não entra nesses arbítrios.

  2. enxoe diz:

    é verdade,mas nos,os alentejanos concerteza que gostariamos de ver a n/terra também no mapa.Mas são os lobys amigos.Não nos passam muito cartão,mas isso é um problema deles.Tantas coisas bonitas que cá temos e às vezes até tem medo de cá vir

  3. Pedrada no Charco... diz:

    Tretas são alguns dos outros que nos avaliam não ” são umas árvores que fazem a floresta ” …

    A beleza natural de um PULO do LOBO ou de uma COSTA VICENTINA, não carecem de prémios porque o seu valor é real e não quantificável !

  4. isto sim é maravilha diz:

    À sombra de um chaparro de verão a beber uma cervejola e a dormir uma bela soneca, não há maravilha que se compare.

  5. ze de beja diz:

    sabem a diferença entre um porco e um alentejano?
    um porco nasce em qualquer lado……!

  6. zig diz:

    Mai nada!!

    Essa do televoto é sempre muito discutível…lembram-se daquela votação em que o Salazar ganhou?

  7. Maria Ramos diz:

    O “nosso” Alentejo faz a diferença neste país. Tal como diz Vítor Encarnação em uma coisa de alma e só o alentejano sabe o que isso significa, só ele tem esse privilégio.
    Seria de facto agradável ter sido comtemplado com desses prémios mas, não o ter sido, não retira nada à beleza única que é o Litoral Aentejano.

  8. celtiberix diz:

    Estou de acordo com o Pedrada no Charco: que leva a que um Pulo do Lobo ou uma Costa Vicentina, uma manhã da ponte do Guadiana de onde se pode ver em manhãs ensolaradas de inverno o “algodão” do nevoeiro cobrindo a água, não sejam tampouco faladas? Cá por mim ainda bem, a ver se passa a m*erda de moda dos concursos .
    Também com o zé de beja não poderia estar mais de acordo: porcos nascem em qualquer lado! ah ah
    Um abraço a toda a alentejanidade que aqui comenta (ó Nikon, desculpa lá o resvalo para a lamechice)
    Ser alentejano é um estado de alma.

Deixe Uma Resposta