Set 29 2010

Encontrada solução para a crise

Publicado por as 1:00 em Geral

Quando o PSD decidiu avançar com uma proposta de revisão da Constituição, ai ai ai, o Carmo e a Trindade caíram. Os argumentos: perante a profunda crise que o país atravessa, não faz sentido discutir a Constituição.
Entendem-se agora as razões. Para ultrapassar a crise, vai hoje discutir-se a mudança do nome bibi para bóbó e de simplificar a forma como uma pila se transforma em rola.
A iniciativa é de aplaudir. É que, assim, nem os gajos do FMI arriscam pisar solo português.
Crise? Qual crise?

Share

5 Resposta a “Encontrada solução para a crise”

  1. Paulo Nascimento diz:

    No parlamento passam a toda a hora diplomas que abordam tudo e mais alguma coisa, desde o tamanho normalizado que os pepinos devem ter (os verdadeiros), para ajustar a uma norma europeia. Até ao orçamento de estado.

    Esta proposta só é noticia porque temos jornalistas del tal forma ignorantes e estúpidos, que tratam este assunto como se fosse uma aberração de circo, e assim vender mais jornais. Esquecendo-se que estamos a falar de vidas de pessoas, seres humanos fragilizados mentalmente, por uma sociedade incapaz de os compreender.

    Este assunto, num país civilizado, quanto muito era uma nota de rodapé de jornal, mas em Portugal, só não o é porque ainda vivemos numa sociedade atrasada culturalmente e preconceituosa.

    Porque o PPD e o PS andam a brincar ao “agarre-me senão mato-o” , não se pode falar de mais nada, o país deve parar.
    ora aí estão as aberrações de circo. O orçamento vai ser aprovado, isto é só fita para aparecerem mais na TV.

    O que será mais ridiculo ?

    Uma pessoa procurar alguma paz emocional consigo mesmo, e realizar uma mudança de sexo?

    Ou alguém viver sob uma serie de dogmas e regulamentos saídos de um livro de fantasia mística e completamente infundados. ir todos os domingos a um edifício branco ver um fulano com um vestido branco e um lenço de seda colorida ao pescoço, a fazer uns rituais estranhos que metem fumos e aguas ditas “especiais”.Que fala com fantasmas que ninguém vê, e que no fim simula um acto de canibalismo, afirmando que uma bolacha é carne, e que vinho é sangue, de um cadáver com 2000 anos ?

    @João Espinho

    Dar relevância a um assunto destes, até o faz parecer aquilo que sei que não é. alguém com uma mente de há 50 anos atrás.

  2. El Juanito diz:

    O Bloco de Esquerda cada vez me surpreende mais.
    À falta de assuntos de interesse Nacional, entretêm-se com assuntos menores. Assuntos de peso para ajudar a sair desta crise.
    E pensava eu que me identificava com a ala esquerda, cada vez me aproximo mais da direita.

  3. Paulo Nascimento diz:

    @El Juanito

    Sentes-te um homem de direita no corpo de alguém de direita.

    Sorte a tua que as operações de mudança de ideologia, já se praticam desde os tempos de Pacheco Pereira e Durão Barroso

  4. Paulo Nascimento diz:

    desculpem …
    o que quis dizer no ultimo post era..
    Sentes-te um homem de direita no corpo de alguém de esquerda.

  5. El Juanito diz:

    Na verdade, não tenho um partido defenido, o partido em que milito é o da minha consciência.
    Assim em alguns assuntos sinto-me à esquerda, noutros, no centro e por ultimo à direita.
    Sei sim reconhecer a lastima de alguns politicos que todos os partidos têm.
    O meu partido é o PLE.
    Penso Logo Existo. (já assim dizia o Outro)