Mai 23 2009

Madrugadas perfumadas

Publicado por as 0:31 em Fotografia,Intimidades


foto: Irina Csapo

No meu leito floriu uma rosa
Que cresce com o tempo e o suor dos corpos
Em ardentes aromas luminosos que respiro
Nesta primavera inundada de lábios e encontros
De mãos e abraços
Em madrugadas perfumadas pelos sorrisos da alvorada
Onde desenhas com a boca o pólen deste pulsar.

Share

4 Resposta a “Madrugadas perfumadas”

  1. Jorge Barnabé diz:

    João: Espectacular!

  2. PreDatado diz:

    Respondi-te ao desafio de Sábado, mas fico com os olhos em bico com as imagens daqui. Serei vietnamita?

  3. Irina diz:

    Hallow there!
    I just came across one of my photographs I posted on onexposure.com. I see you have posted it in your blog. I am surprised and very delighted by your choice. This makes me sorry that I do not understand the words you have written in your post but I can tell it’s poetry.
    Anyway, just wanted to say Hi and good luck! 🙂
    Have a wonderful day. 🙂

  4. Conteudovip diz:

    TRADUZINDO o que o amigo acima falou:

    “Reverenciar lá!
    Eu deparei com uma das minhas fotografias eu postada em onexposure.com. Eu vejo que você postou em seu blog. Estou surpreso e muito satisfeito pela sua escolha. Isto faz-me pena que eu não entendo as palavras que foram escritas no seu post, mas posso dizer que é poesia.
    Enfim, só queria dizer olá e boa sorte!
    Tenha um dia maravilhoso.”

    uma dica ao amigo utilize o para traduzires textos que não entende.

    a suggestion to the friend, use http://translate.google.com to translate texts that do not understand.

    a preguiça domina
    mas o sono não vem
    é a vóz feminina
    que vem do além

    que vem a minha procura
    a procura de consolo
    e eu não tenho cura
    eu só tenho rolo