Mai 18 2009

Beja – 1º festival da juventude

Publicado por as 12:25 em A minha cidade

Não sei avaliar se o evento foi ou não um sucesso e também não arrisco, para já, em dizer que foi um enorme fracasso. Desconheço quantas pulseiras foram vendidas, não sei quantos euros foram apurados na bilheteira, também desconheço o volume de negócio feito pelos cervejeiros e não faço a mínima ideia da despesa efectuada pelo Município com a organização deste Festival.
Na altura própria escrevi que fazer um festival destes, logo após a Ovibeja, a meio do mês, quando nos bolsos se contam os últimos cêntimos, era um perfeito disparate.
No Sábado à noite, e mesmo sem Buraka, o recinto estava a meio gás. Mesmo com entradas à borlix. Não terá havido suficiente mobilização? A noite estava fria? A juventude não quis saber daquilo? São questões que o tempo se encarregará de esclarecer.
Aguarda-se, agora, a devolução/compensação dos euros gastos em pulseiras.
E que seja feito um balanço oficial deste 1º Festival da Juventude.

Share

5 Resposta a “Beja – 1º festival da juventude”

  1. alguem diz:

    Meu amigo….

    Como referiu: No Sábado à noite, e mesmo sem Buraka, o recinto estava a meio gás. Mesmo com entradas à borlix. Não terá havido suficiente mobilização? A noite estava fria? A juventude não quis saber daquilo?

    Eu posso-lhe enviar aqui ja uma dica…. Será que o Sr Espinho esteve presente no Festival da juventude???? pelos vistos não… porque o que muitas vezes as coisas que aqui escreve são simplesmente as noticias que lhe chegam aos ouvidos…. Eu estive presente nos 2 dias. E eu sim lhe posso dizer que o primeiro dia foi fraco (umas 1000 e poucas pessoas) e o Sábado esteve muito bom… nao a meio gás como vc de forma patética refere… mas a mais de 2/3. Um dia que queira falar mal de algo fale daquilo que Beja nao tem…. Em vez de apoiar a cidade está sempre com críticas estúpidas e sem lógica…. Digo-lhe desde já que nao sou de partido nenhum e que a política a mim passa-me ao lado… Ja que adora criticar esta merda toda… porque não tenta vc sozinho organizar uma festa como esta??? Dá trabalho não é??? Pois!!! Em vez de passar dias inteiros agarrados a merda do computador a escrever noticias patéticas como esta, tenha tomates e ajude a sua cidade a evoluir… Ou pensa que todas as festinhas tem de ser para a sua idade menos jovem??? Óh homem… Tenha juízo!

  2. João Espinho diz:

    @alguem – está a falar com quem? Volte sempre, para animar a malta!
    Ãe!

  3. El Juanito diz:

    Desta festa em si, realmente não posso falar, pois só lá estive no domingo à tarde e já não havia nada.
    Mas o João tem feito um excelente trabalho em divulgar e denunciar o obsoletismo/estagnação em que esta cidade se tornou.
    E a culpa, meu caro “alguem” é só de quem está frente desta cidade, ou seja, desta cor politica, o vermelho bold.
    A culpa é também do povo que nele vota. Infelizmente os votos para esta cor politica vêm maioritariamente de uma faixa étaria mais alta que é a que predomina na região, sim porque os jovens já de cá fugiram (daí talvez a fraca adesão ao F. da Juventude).
    Só daqui a mais uns anitos, quando o sangue novo puder votar e sangue velho já não existir, é que a cor politica da região irá mudar.
    Talvez nessa altura possa existir progresso para a região.
    Não digo que as outras cores politicas sejam melhores, mas pelo menos dá para desenjoar de décadas de vermelho bold.
    Só para acabar, acrescento que, se alguém faz algo pela cidade, ainda que em forma de critica, é seguramente o Sr. João Espinho.
    Cumprimentos para todos.

  4. Regina diz:

    Sempre ouvi dizer que mudar faz muito bem à saúde! O hábito do exercicio do poder dá origem a vícios, que depois são muito dificeis de combater.
    Não há por aí quem ilumine as consciências? Algo novo na oposição? Se nada muda é porque está tudo acomodado e satisfeito…isso é mau…ou é bom?

  5. Anonimo diz:

    @alguem: E eu q estive lá Sr. Alguem!? És capaz de me dizer que aquilo esteve a 2/3!? Mas a 2/3 de q!? Ao que parece, a desilusão reinava e reina inclusive dentro daqueles que estiveram por dentro do “EVENTO”. E mais não digo… porque não vale a pena, mas é fácil perceber uma listagem grande de erros que foram (mais uma vez) cometidos, à custa de uma espécie de autismo totalitário do “Nós é que sabemos o que é melhor”! Viva Beja 😉