Abr 25 2009

Histórias de Abril

Publicado por as 11:40 em Blogosfera

É obrigatório ler: “Mas, afinal, o que é feito do menino que pôs o cravo na G3, no poster do 25 de Abril?”
Por Sofia Bragança Buchholz

Share

7 Resposta a “Histórias de Abril”

  1. peixe banana diz:

    Cresceu á beira do sonho da utopia comunista, foi adolescente e fumou umas brocas, quando acabou a idade dos sonhos reparou que a unica coisa de jeito que tinha feito na vida, teria sido o colocar de um cravo numa G3 num qualquer estudio fotografico de lisboa. Depois… depois teve de vergar a mola como os outros, fazendo esquecer o que Abril nos poderia trazer.

  2. Reinaldo Louro diz:

    A simbologia do menino, da espingarda automática de nome G 3, as mãos dos soldados a agarrá-la com o cano para o céu e o cravo vermelho, representam o 25 ABRIL, num conjunto de ideais de uma Revolução para as pessoas e sem sangue, no meu modesto entender e a leitura que fiz e que faço do cartaz.

    Andam por aí hoje muitos homens e mulheres, que à data eram meninos, e é nossa obrigação passar a mensagem do que era o antes e o depois do 25 ABRIL de 1974, a todos aqueles jovens que nasceram depois daquela data.

  3. Mario diz:

    Na manhã de hoje nas actividades promovidas no Parque da Cidade de Beja um bando de jovens comunistas invadiu o parque distribuindo cravos vermelhos com um autocolante da JCP o que me pareceu umá atitude lamentável de aproveitamento politico ou partidária de uma data que é de todos.

  4. João Rosa diz:

    Há portas que abril ainda não abriu !
    25 de Abril é de aqueles que não se conformam, que lutam e que acreditam num mundo mais justo.
    Viva a liberdade

  5. El Juanito diz:

    Ah sim JCP!
    Onde já vi eu esta sigla?! Sim, já me lembro, foi nos muros da escola C+S de santiago maior.
    São mesmo um bando, ou melhor, uns vandalos, quando consporcam uma escola e um espaço público que é de todos.
    Viva a Liberdade e viva a liberdade de cada um.
    Cumprimentos!

  6. Reinaldo Louro diz:

    Em relação ao comentário do Mário, eu acrescento o que vi porque também lá estive a passear de bicicleta e a assistir à pesca, judo, dança acobrática e karaté entre as 10.10 e 11.00 h, e bandos não vi e vi um grupo de jovens educados a dar cravos vermelhos com um pequeno auto-colante da JS ( Juventude Socialista ) e ,que no meu caso pessoal perguntaram antes se aceitava o cravo ao qual acedi com prazer.
    Das duas uma ou falamos de dois grupos em actos diferentes ou é um insulto gratuito a uma atitude e um jogo de palavras a uma situação perfeitamente democrática e só quem o desejava o recebia, assisti à entrega de centenas de cravos vermelhos sem qualquer tipo de desagrado ou contestação, bem pelo contrário a maioria acedeu com muita admiração e satisfação.

  7. noctivaga diz:

    Ontem questionei o meu filho acerca da importância que tem o 25 de Abril para para o povo Português e, em boa verdade fiquei muito satisfeita com os conhecimentos que ele tem sobre o assunto.