Arquivo de Outubro de 2008

Portugal

31 de Outubro de 2008

Share

bom fim de semana

31 de Outubro de 2008


foto: rui p

Share

Campanha West Coast Portugal

31 de Outubro de 2008

Vamos lá assinar esta petição.
Eu já assinei.

“(…) e numa altura em que é pedida contenção aos portugueses, vai mais uma vez o Ministério da Economia e da Inovação, o Turismo de Portugal, e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, realizar a Campanha Portugal – Europe’s West Coast contratando, através da agência de publicidade BBDO, o fotógrafo Steven Klein, para realizar seis fotografias pela quantia de um milhão de euros. (…) É lamentável que uma campanha promocional que tem como objectivo atrair investimento e capitais estrangeiros ao nosso país, comece exactamente por fazer o contrário: exportar um Milhão de euros.”

Share

Alvito – Feira dos Santos

31 de Outubro de 2008

Consulte o programa da Feira.

Share

automatic imperfection

30 de Outubro de 2008


foto: shanidze

a ouvir

Share

A posta sem medo

30 de Outubro de 2008

Sempre que há um velório de algum defunto de etnia cigana, na Casa Mortuária (CM) junto ao Cemitério de Beja, sucedem-se coisas que me dão que pensar. A estação da GALP, perto da CM, vê-se obrigada a encerrar as suas portas e ninguém tem acesso ao interior da loja. Tudo é feito através de uma pequena janela. Janela esta onde se aglomeram os familiares do defunto, impedindo que outros possam adquirir os bens que ali se vendem. Hoje de manhã, à hora do pequeno almoço, a aglomeração era maior. Assim como maior foi o rasto de sujidade, pois tudo foi lançado para o chão, deixando o local uma verdadeira imundice. Os cafés do bairro contíguo também se sentem na obrigação de encerrar portas. O espaço fronteiro à CM transforma-se numa verdadeira tela abstracta com tudo o que é lixo. E, segundo relatos, a própria CM fica em muito mau estado (tomadas arrancadas, casas de banho inutilizadas, etc…).
Todos os danos são reparáveis, todas as taxas são liquidadas, tudo é legalmente consentido.
Mas preocupa-me saber que, se não fossem de etnia cigana os originadores de todas aquelas situações, estariam já os cidadãos poluidores e desrespeitadores das mais elementares regras de sã cidadania sob a alçada da lei, para além, obviamente, de serem apontados como maus exemplos para a sociedade.
Que sociedade é, então, esta onde vivemos?

Share

Hoje

30 de Outubro de 2008


foto: Alex K

Assinala-se o Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama.
Porque mais vale prevenir….

Adenda: O cancro da mama é um tumor maligno que se desenvolve nas células do tecido mamário. É muito mais frequente nas mulheres, mas pode atingir também os homens.


foto: Peter Torsal

Share

Bom dia

30 de Outubro de 2008


foto: anne vitale

Share

dos sentidos

29 de Outubro de 2008


foto: Jan Scholz

Que milagre é esse que me apresentas em forma de aromas com sabores, desnudando os meus sentidos, criando em mim a tensão do desejo?
Que expressão é essa que me ofereces e que me faz faminto dos teus beijos e dos prazeres do teu corpo?
Como consegues acariciar-me com o teu olhar quando te contemplo e me ofereces a tua respiração ofegante?
Como serei eu capaz de resistir a esta pulsação dos sentidos?

(a ouvir)

Share

700 metros de blog

29 de Outubro de 2008

Mais coisa menos coisa. Que equivalem a 5 anos de escrita.
O blog: O PreDatado.
Daqui se enviam os parabéns, acompanhados de um forte abraço ao seu editor, com votos de redobrada inspiração para mais 5 anos (mesmo que com a idade os metros encurtem).

Share

Com um sorriso nos lábios

29 de Outubro de 2008

Foi assim que entrei hoje no meu gabinete.
E notou-se!

Share

das mãos

28 de Outubro de 2008


foto: andreas heumann

De noite, apareces-me sem rosto. Ouço-te a respiração, silenciosos sussurros, e sinto as tuas mãos percorrerem-me a face, o pescoço, o torso. E detens-te para que sejam então os meus dedos a preencher-te o desejo. Continuas com o rosto oculto, mas as tuas mãos são agora parte deste jogo onde dedos e mãos se fundem entre vales e colinas. E quando os meus olhos se cerram de espasmo, do teu rosto ouço um gemido que ilumina, momentaneamente, o leito dos nossos sonhos.

Share