Jan 19 2008

Beja

Publicado por as 12:01 em A minha cidade

chineses-com-fartura.jpg
foto: joão espinho

Share

8 Resposta a “Beja”

  1. A. de alentejo diz:

    Uma loja chinesa com certeza!…

  2. Ze diz:

    CHINATOWN @ BEJA

  3. zig diz:

    Pelo menos são coloridos!

  4. toto diz:

    Sem defender nem muito menos apoiar as tristes “politicas” autarquicas que têm levado à falência e encerramento do já de si historicamente “fraquito” e pouco inovador comércio local bejense e à proliferação desmesurada destas lojas chinesas a realidade é que, face ao estado de “descapitalização” em que se encontra uma larga franja da população. não fossem estas lojas, a miséria seria ainda muito maior. Com chineses ou sem chineses … cada vez se (sobre)vive pior em Beja!

  5. manuel de jesus diz:

    É recordar com muita mágoa a nossa cidade
    de alguns anos atrás.
    Primeiro alguns amigos que partiram e que deixaram muitas saudades;
    depois aquela Beja antes do depois do Pólis. (ou que merda foi aquela)
    e finalmente os chineses.
    É a globalização meus amigos.
    Mesmo assim podemos gritar a sete vozes VIVA BEJA.

  6. José Ramos diz:

    Esta foto é do actual Cortiço, creio. É uma tristeza, de facto.
    Eu tb sou dos que largaram Beja. Recordo-me que quando sai de Beja a reacção que tive foi: Beja é má mãe e boa madrasta. Os senhoritos que mandavam (e ainda mandam) em Beja conseguiram o que queriam: pôr os da terra na rua e encher a cidade de e(i?)migrantes.
    Agora teem o resultado.
    Gostaria de ver ainda um dia a minha cidade sem politicas nem partidos, com empresários verdadeiros – cade os ricos da terra? – com bejenses alegres sem sentir que estão a ser controlados, onde os tais ricos – cade? – investissem e tivessem orgulho de ser bejenses e alentejanos, claro, o que não é o caso.

  7. maremoto diz:

    Todo este colorido e parafernália de objectos vulgares e de low cost são a marca dos nossos tempos sem personalidade, sem razão e sem sentido. Lembram-se quando se ia a Ceuta ou a Andorra para comprar estas bugigangas? Além do whisky e do tabaco, claro.
    É lamentável que todas as cidades portuguesas estejam sujas com estas porcarias, mas elas refletem as actuais carências da nossa população que não tem dinheiro para comprar artigos “normais”. então restam as chinezices …

  8. Totuus diz:

    Apesar de novita, também lembro com saudade o já praticamente extinto comércio tradicional em que todos nos tratávamos pelos nomes e eramos todos vizinhos…
    Não fossem as lojas chinesas e muito pessoal tinha ficado sem prendinhas de natal….ah pois é!

Deixe Uma Resposta