Jul 11 2007

HORA ZERO

Publicado por as 15:55 em Intimidades

42ba9e663-cf8inez.jpg
foto: inez

Hora da sesta, hora zero
De torsos estafados
Pela brasa que queima.
Lá fora não se sentem as almas
As vidas estacam em silêncio
Que arde, que abafa e sufoca.

Olho o teu corpo nu
Que transpira doçura
E a meu lado amaina
Declamando em suor
Palavras deste êxtase
E em gemidos gritam
A explosão do prazer.

Share

3 Resposta a “HORA ZERO”

  1. São Rosas diz:

    Isto… cóf… cóf… cóf… ficava tão lindo… cóf… cóf… cóf… no blog porcalhoto… cóf… cóf… cóf… cóf…

  2. AJRamos diz:

    temos poeta… ah pois temos…
    (sempre é melhor que cantar o “lieben”)

  3. karlo diz:

    bellos y delicados rinconcitos, poemas leves y trazos de canciones con tinta china: me gusta

    saude

    y un regalito

    http://lasfloresencarnadas.blogspot.com

Deixe Uma Resposta