Out 18 2006

NOCTURNA

Publicado por as 15:35 em Intimidades

Subo as escadas de mármore frio
Gélido
Que me desperta para o caminho
Que me leva até à última nuvem
Onde habita a criança que desce
E se cruza comigo
E num sorriso me cumprimenta
Como se fosse um abraço
Até que os seus pés tocam a terra
E num súbito instante me lança
A mão que agarro
E subimos
Alegremente
Até à última nuvem do céu de Outono.

Share

Deixe Uma Resposta