Arquivo de Agosto de 2006

DA MEMÓRIA

31 de Agosto de 2006

bejaPaxJuliaantigo1.jpg
foto: joão espinho
Beja – Cine-Teatro Pax-Julia (não sei em que ano)
(post de 29/8/2006)

Share

LENTAMENTE…

31 de Agosto de 2006

BLOWPRACA.jpg
foto:pompeya.livejournal.com

… esta Praça vai retomando a sua actividade normal.
Na Praça antiga ficou algum mobiliário, que será transferido durante o fim de semana.

Share

AS DISTRITAIS DO PSD

31 de Agosto de 2006

al(maria)do 2006-08-31 12 13 43.jpg

O Fernando Viegas, companheiro de Partido e destas lides dos blogues, editor do Almariado, premeia-me com um post para responder a um desafio que lhe deixei em comentário.
O assunto resume-se em breves linhas: eu sou, cada vez mais, contra a existência dessas estruturas intermediárias que se chamam “Distritais”. O Fernando acha que as elas “servem como representação corporativa de um conjunto de secções e têm competências bem definidas em termos estatutários” e julga “que deve haver uma estrutura intermédia entre as secções e as direcções nacionais”.
Sem colocar em causa os seus argumentos, eles levantam-me, porém, algumas dúvidas, decorrentes da experiência de quase 27 anos de militância no PSD.
As Distritais têm sido, em minha opinião, uma ferramenta usada quer pelas estruturas nacionais quer por algumas regionais para defender interesses pessoais, para a promoção de emergentes individualidades locais e last but not least para, nos períodos em que o PSD está no governo, distribuir as suas peças pelos lugares deixados vagos em postos de administração pública. As Distritais não definem políticas para as regiões, de acordo com o ideal do Partido, nem tão pouco têm contribuído como mais valia na definição dessas políticas. Sendo constituídas de forma a fazer o equilíbrio entre as “tendências concelhias”, a sua prática é, por isso, fragilizada, por forma a agradar a gregos e troianos. Os exemplos que conhecemos não abonam em favor das Distritais.
Houve um tempo, julgo que já com Durão Barroso, em que este reunia directamente com as concelhias. Pareceu-me que era um primeiro passo para “acabar” com mais essa “portagem” entre os órgãos nacionais e os concelhios.
Provavelmente os Partidos, e o PSD em particular, sentem necessidade de que haja uma entidade a um nível intermédio, mas quando se verifica que os partidos democráticos vão revendo os seus estatutos de forma a que o líder nacional seja eleito directamente pelos militantes, não vejo razão para que este procedimento não evolua, também, para as estruturas concelhias, dotando-as de mais instrumentos para a definição das políticas locais. Tal não seria impeditivo de estratégias comuns. Mas os militantes sentir-se-iam com voz e as estruturas nacionais teriam a certeza de levar a cabo políticas emanadas das estruturas locais.
É este o meu contributo para a questão (que julgo não ser abordada nos forum social-democratas).
Quantos aos exemplos citados pelo Fernando Viegas, o caso que me está geograficamente mais perto já mereceu, noutras ocasiões, os comentários que achei pertinentes.

Share

24

28 de Agosto de 2006

24.jpg
vingt-quatre_heures_chrono.jpg

A série “24” dominou a 58ª edição dos Emmy, os óscares da televisão americana, anunciados ontem à noite em Los Angeles. Além do Emmy para a melhor série dramática, “24” arrecadou os prémios para o melhor actor (Kiefer Sutherland) e melhor realizador (Jon Cassar).

Share

DELíRIOS

27 de Agosto de 2006

“O PS de Setúbal anunciou ontem que vai pedir ao procurador-geral da República que se pronuncie sobre a legalidade da renúncia ao mandato autárquico do presidente da câmara, Carlos de Sousa (CDU).” in DN

O PS de Setúbal tem vivido em Portugal? Então se o PGR nem ao anterior Presidente da República deu resposta, apesar das urgências exigidas em prime time (caso do envelope), virá agora S.Exª. falar sobre assuntos sadinos?
Ou é delírio ou chutar para canto.

Entretanto, o silêncio da concelhia social-democrata de Setúbal é reveladora do pior que há em política: o que ontem era verdade passou hoje a ser mentira, para amanhã deixar de ser o que é hoje.
Até dói!

Share

SILÊNCIO

27 de Agosto de 2006

61Absolute Reality Studios.jpg
foto: Absolute Reality Studios

“nothing can surpass the mystery of stilness”
e.e.cummings – “Poem 42”

Share

INGRID KLEIN

26 de Agosto de 2006

gr067INGRID KLEIN.jpg

gr033INGRID KLEIN.jpg

Ingrid Klein – Uma galeria para visitar e contemplar.

(ligar o som)

Share

CAMBALHOTA OU UMA QUESTÃO DE PRONÚNCIA? (actualização)

25 de Agosto de 2006

O PSD de Setúbal – e não sei se é a concelhia ou a distrital – está com um problema. É um fenómeno idêntico ao que foi recentemente revelado por peritos ingleses em fonética bovina.
É que, se estou recordado, o PSD clamou por eleições intercalares para a Câmara de Setúbal.
Ao ler isto fico com uma dúvida: será o mesmo PSD? Ou será uma questão de fonética? Na volta é uma valente cambalhota. Valente e feia.
Têm a palavra: Fernando Negrão e Marques Mendes.

Adenda: o comunicado de hoje é assinado por Bruno Vitorino, presidente da Distrital do PSD; na 4ª feira, a posição de reclamar intercalares é assinada por Paulo Valdez, presidente da Concelhia. Importam-se de esclarecer a Distrital que não tem que se meter em assuntos da responsabilidade da Concelhia? Ou será que esta não se importa de se ver desautorizada?

Adenda Nº2 – Através de comentário nesta entrada, ficamos a saber que o Presidente da Distrital do PSD/Setúbal é vereador (com pelouros) na Câmara Municipal do Barreiro (CDU). Há com cada uma…..

……………………..
(mais…)

Share

ECHOES OF A DREAM

25 de Agosto de 2006

Echoes of a dream_Patrick Jan Van Hove.jpg
foto: Patrick Jan Van Hove

Bom fim de semana.

Share

AS OBRAS NAS ESCOLAS PRIMÁRIAS

25 de Agosto de 2006

Como é sabido, algumas escolas do 1º ciclo do ensino básico da cidade irão sofrer obras de beneficiação, que estão a cargo da autarquia e, por estar atrasado o seu início, levou a que as crianças venham a ter aulas no Regimento de Infantaria, única solução encontrada pelo Município para evitar males menores. A solução, não sendo ideal, parece ser ajustada, pois garante segurança, um factor que pais e encarregados de educação e os agentes escolares consideram primordial para que o ano lectivo decorra sem mais acidentes.
Há, porém, neste processo, um défice de informação por parte da Autarquia.
Sempre que questionado sobre o assunto, o Presidente da edilidade remete para outros as culpas por as obras ainda não se terem iniciado.
No princípio de Julho, dizia o Presidente que “a Câmara Municipal de Beja não vai conseguir concluir as obras de beneficiação nalgumas escolas do 1º ciclo do concelho, antes do início do próximo ano lectivo“, acrescentando que “a CCDR Alentejo ainda não aprovou a comparticipação das obras”. Ora, o Presidente não deveria ter dito “concluir“, mas sim “dar início“.
Passado mais de um mês, vem agora Francisco Santos dizer-nos que “o projecto de intervenção nas escolas do 1º ciclo do concelho de Beja ainda não chegou à CCDRA“.
Resumindo: em Julho a CCDRA ainda não havia aprovado a comparticipação, em Agosto o projecto ainda não dera entrada na referida CCDRA.
Cheira a esturro.
Esclareça-nos, senhor Presidente:
Quando é que o projecto e a candidatura à comparticipação saíram dos gabinetes técnicos da Câmara?
– Que alterações é que esse projecto já sofreu desde o seu início?
– De que forma é que a autarquia tem acompanhado o caminho burocrático da candidatura à comparticipação? Isto é, a autarquia tem feito deslocar pessoal seu a fim de se inteirar do andamento do processo, ou tem-se limitado a enviar ofícios e telecópias para os serviços competentes?
– Não tendo o projecto dado entrada na CCDRA, onde é que ele está?
– Se o processo não tiver resolução imediata, o que pensa a autarquia fazer?

Informação, exige-se! E quanto mais depressa, melhor!

Share

DEVANEIOS

24 de Agosto de 2006

fantasmas no cemitério.jpg
foto: joão espinho

Share

GOOGLE LOGOS BLOG

24 de Agosto de 2006

googlebeta.jpg

Para os curiosos, um blog onde estão guardadas as diversas representações gráficas do Google.
Desde Abril de 1999.
É o Google Logos Blog.

google_logos_blog.jpg

Share