Arquivo de Julho de 2006

A PISCINA DE BEJA

31 de Julho de 2006

Desculpem-me bater na tecla, mas tem que ser.
Estou a preparar um artigo sobre aquele equipamento municipal.
Posso dizer-vos que, afinal, a Piscina está muito pior do que eu pensava. Apesar de tantas obras e tantos adiamentos, o local não é aconselhável a gente civilizada. Já aconteceram incidentes.
Eu depois faço um relato mais circunstanciado. Mas fica o alerta: se visitar a Piscina de Beja, leve consigo um segurança ou, caso contrário, sujeita-se a ser ofendido, roubado e, se refilar, a levar alguns “empurrões”.

Share

“Notas bejenses”

31 de Julho de 2006

(crónica publicada no “Correio Alentejo”, de 28/7/2006)

“O PCP critica os governos de tomarem decisões puramente economicistas, acusa outros de perseguições políticas, mas é na sua própria casa que pratica os males que só vê na casa dos outros. Bem prega Frei Tomás…”

1 – Quem assistiu à última Assembleia Municipal, no dia 26 de Junho, ou ouviu depois as peças radiofónicas sobre a mesma, terá percebido que o executivo da Câmara Municipal de Beja (CMB), encabeçado por Francisco Santos, sobrevive de oxigénio administrado por uma parte da oposição, neste caso do Partido Socialista, e que vai servindo lindamente para a CDU ir ultrapassando as dificuldades criadas por uma incompetente equipa comunista.
Ouvir um vereador socialista desenrolar um rol de razões negativas no processo de criação da Empresa Intermunicipal Aguas do Alentejo Sul e depois saber que o seu voto permitiu a aprovação, em sede de executivo, dos estatutos da referida Empresa, é, no mínimo, estranho e permite levantar dúvidas sobre o verdadeiro papel da oposição na CMB.

2 – A Assembleia Municipal continua a ser uma verdadeira caixa de surpresas. Questionado pelo grupo municipal do PSD sobre o atraso na abertura da Piscina Municipal de Beja, o Presidente da Câmara apontou os filtros de água como razão principal e proferiu aquela que poderá ser a frase do ano: “Assumo a responsabilidade política e pessoal por este atraso”. Digo que é a frase do ano pois a mesma vai servir para que todos os políticos, a partir de agora, a possam usar, e abusar, sem que nada aconteça, sem que as verdadeiras responsabilidades sejam apuradas. O problema da Piscina de Beja é antigo, esteve na boca de todos os candidatos nas eleições de Outubro de 2005 e apontar uma súbita deficiência nos filtros de água é desculpa de quem sabe que nunca terá que assumir responsabilidades pela falta de planeamento e boa execução das suas obrigações.

3 – Apesar de nessa mesma Assembleia Municipal o PCP se ter insurgido contra “atitudes persecutórias” eventualmente levadas a cabo pelos dirigentes do Centro Hospitalar do Baixo Alentejo, é o mesmo PCP que as põe em prática, afastando da CMB avençados e colaboradores que não seguem a doutrina da Rua da Ancha. Questionado por um munícipe das razões que levaram ao afastamento do Director Executivo da revista Arquivo de Beja, o Presidente da CMB apontou razões pouco transparentes – de forma deselegante sugeriu incompetência – e de imediato desmentidas pelo colaborador agora afastado. O seu lugar será certamente ocupado por quem saiba dizer amén.
Não terá também sido por incompetência que a até agora responsável pelo Gabinete de Informação e Relações Públicas da CMB foi despedida, apontando-se razões de contenção financeira para a rescisão do seu contrato, sem que à mesma tenha sido dada uma palavra ou apontadas as verdadeiras razões. No seu lugar emergem já incompetentes escribas, uns aparecidos de outras paragens, mas todos detentores do cartão que lhes dá acesso às benesses de avenças que, supõe-se, não vão contra a contenção orçamental da Câmara de Beja. O PCP critica os governos de tomarem decisões puramente economicistas, acusa outros de perseguições políticas, mas é na sua própria casa que pratica os males que só vê na casa dos outros. Bem prega Frei Tomás…

4 – Alguém cheio de imaginação baptizou de BAAL 21 esse novel e promissor Movimento “Beja e a Coesão Territorial das Cidades Alentejanas”, esquecendo-se que se deve evitar dar o nome de carnificinas figuras míticas seja ao que for. Espera-se que, tal como na lenda Fenícia, cresça um oásis no sítio onde BAAL for enterrado.
Mas, lendas à parte, tem sido interessante verificar o caminho que este BAAL 21 vai tomando. Tendo como intento principal fixar em Beja as instituições que, naturalmente, vão abandonando a cidade e a região, este BAAL 21 esquece-se do essencial: a região de Beja assiste a uma acelerada desertificação humana e para estancar a saída de pessoas têm que se criar condições para aqui as fixar, para atrair novas gentes, que acompanharão novos investimentos, tem que se valorizar ainda mais o já por si atractivo ensino politécnico e, por último mas não em último, abandonar essa ideia, errada, de que os tais projectos estruturantes, por si só, trarão a riqueza e o desenvolvimento da região. Há muito, mesmo muito a fazer. Gostaria de acreditar no sucesso deste BAAL 21, mas o seu arranque está de tal forma inquinado, que não lhe vislumbro um final feliz.

João Espinho – 28/7/2006

Share

DOMINGO #2

30 de Julho de 2006

Magic Zyks1.jpg
foto: Magic Zyks

Share

BOM FIM DE SEMANA

28 de Julho de 2006

5593337Johannes Barthelmes.jpg
foto: Johannes Barthelmes (na fotografia)

Share

Discussões públicas

28 de Julho de 2006

“Retira –se a pele dos tomates. Metade dos tomates limpos cortam-se em pequenos pedaços.
A outra metade juntamente com os alhos vão para o copo da varinha mágica onde são reduzidos a puré.”

Estamos a falar de gaspacho.
Eu prefiro os tomates e o pepino cortados aos pedacinhos. Orégãos, alho, sal, vinagre, azeite, pimento verde. Tudo muito simples.
E uma gamela cheia de jaquinzinhos.
É este o meu gaspacho. E o vosso?

Share

RAZÃO

28 de Julho de 2006

1stephen%20haynes.jpg

Teu corpo é minha paisagem
Meu repouso e meu deleite
É meu porto de partida
É meu cais minha chegada
A prazeres teus que descubro
A segredos meus que revelo
E as minhas mãos que se desvelam
E se afadigam na procura
E te encontram na viagem
E no teu corpo a razão perco
E no teu corpo a razão encontro
De meu corpo
Corpo ser.

de Encandescente

Share

CULTURA ENTRA DE FÉRIAS

28 de Julho de 2006

“O Pax Julia – Teatro Municipal informa que se encontra encerrado para férias. Voltaremos a 15 de Setembro com a programação regular nos diversos espaços do Teatro.”

E os que cá ficam que se amanhem.

Share

ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO

28 de Julho de 2006

A discussão pública do PNPOT está em marcha e conhecem-se já alguns contributos:

BAAL 21
Secção de Beja do PSD

Publicarei aqui, em breve, o documento de trabalho que sustentou a posição da concelhia de Beja do PSD.

Share

AINDA A “UNIVERSIDADE DO ALENTEJO”

28 de Julho de 2006

“Incidente sanado”, foi assim que Toucinho da Silva, do Instituto Politécnico de Beja, caracterizou as divergências entre aquele Instituto e Francisco Santos, Presidente da Câmara de Beja.
O IPB equacionou suspender a sua participação no BAAL21, após Francisco Santos ter unilateralmente avançado com a proposta de transformação da Universidade de Évora em Universidade do Alentejo, com polos regionais, onde se incluiria o de Beja. Esta proposta, e a forma como foi feita, não agradou aos responsáveis do IPB. Após uma reunião entre as partes, o diferendo foi, para já, ultrapassado.
Resta saber quem cedeu a quem.

Share

MUITO BEM!

27 de Julho de 2006

25204Yannick Djalo.jpg

Sporting – 3 Benfica – 0

Pronto, digam lá que o primeiro milho é dos pardais e rebébéu pardais ao ninho!

Share

REGIÃO TURISMO DE ÉVORA – IRREGULARIDADES ELEITORAIS

27 de Julho de 2006

Andrade Santos (PCP), actual Presidente da RTE e responsável pelas irregularidades eleitorais que o reconduziram no cargo, vai ter agora que se sujeitar a um novo acto eleitoral. Quem o diz é um despacho do Secretário de Estado do Turismo, que detectou irregularidades nas eleições do passado dia 26 de Junho, mandando repetir a eleição da Comissão Executiva da RTE “num prazo máximo de 20 dias”.
À vista a queda de mais um bastião!

Para ler no NotíciasAlentejo.

Share

OPÇÕES

27 de Julho de 2006

Berlim11.jpg
foto: joão espinho

Entre Israel e o Hezbollah, preferia ver-me agora a passear em Berlim, na Unter den Linden, sentir a multiplicidade cultural que a metrópole ocidental acolhe no seu seio.
Ficaria muito melhor se não tivesse que optar por um dos lados.
Mas, decididamente, opto por Israel.
É uma questão de opção. Para que conste.

bandeiraIsrael.JPG

Share