Arquivo de Agosto de 2005

LEO FERRE – avec le temps

31 de Agosto de 2005

Fui ali ao lado ao Prof. Júlio Machado Vaz e perdi-me a ouvir isto:

Avec le temps
Avec le temps…
Avec le temps, va, tout s’en va
On oublie le visage et l’on oublie la voix
Le coeur quand ça bat plus, c’est pas la peine d’aller
Chercher plus loin, faut laisser faire et c’est très bien
Avec le temps…
Avec le temps, va, tout s’en va
L’autre qu’on adorait, qu’on cherchait sous la pluie
L’autre qu’on devinait au détour d’un regard
Entre les mots, entre les lignes et sous le fard
D’un serment maquillé qui s’en va faire sa nuit
Avec le temps tout s’évanouit
Avec le temps…
Avec le temps, va, tout s’en va
Mêm’ les plus chouett’s souv’nirs ça t’a un’ de ces gueules
A la Gal’rie j’Farfouille dans les rayons d’la mort
Le samedi soir quand la tendresse s’en va tout’ seule
Avec le temps…
Avec le temps, va, tout s’en va
L’autre à qui l’on croyait, pour un rhume, pour un rien
L’autre à qui l’on donnait du vent et des bijoux
Pour qui l’on eût vendu son âme pour quelques sous
Devant quoi l’on s’trainait comme trainent les chiens
Avec le temps, va, tout va bien
Avec le temps…
Avec le temps, va, tout s’en va
On oublie les passions et l’on oublie les voix
Qui vous disaient tout bas les mots des pauvres gens
Ne rentre pas trop tard, surtout ne prend pas froid
Avec le temps…
Avec le temps, va, tout s’en va
Et l’on se sent blanchi comme un cheval fourbu
Et l’on se sent glacé dans un lit de hasard
Et l’on se sent tout seul peut-être mais peinard
Et l’on se sent floué par les années perdues
Alors vraiment
Avec le temps on n’aime plus.

E quando chegar a casa vou continuar.

Share

A CDU DE BEJA…

31 de Agosto de 2005

… ou, dizendo melhor, o PCP bejense, tem sido injustamente atacado pela pouca visibilidade dos seus candidatos à Câmara, da nula actividade de pré-campanha por parte dos mesmos e do quase desaparecimento do PCP dos noticiários locais (excepções são: o candidato do PCP a Ourique e o jornal “Alentejo Popular”, órgão oficial do Partido para a região).
São injustas as críticas, pois sabe-se que o candidato do PCP é trabalhador e exerce a sua profissão no concelho de Lisboa, pelo que nem sempre está disponível para copiar as acções dos seus mais directos rivais do PSD e PS. Acresce ainda que o candidato não pode vir apontar defeitos a obras da actual gestão camarária e está impedido de criticar actos do executivo comunista da Câmara.
Compreende-se, assim, que o candidato do PCP prefira fazer visitas a instituições onde possa criticar os governos da nação, terreno onde se sente muito mais à vontade e que sabe obter o aplauso uníssono dos seus congéneres.
Por isso, senhores jornalistas e população em geral: abstenham-se dessas injustas críticas e deixem os candidatos fazerem aquilo que podem.

Share

BLOGDAY

31 de Agosto de 2005

Então aqui ficam os 5 blogues que aconselho:

Aliciante – das palavras às imagens, uma cumplicidade aliciante, uma paixão.

Imagens -um blog sem palavras porque as mesmas são desnecessárias, quando se está na presença de fotografias de tamanha qualidade.

Bolas de Berlim – a voz lusa em terras germânicas, na cidade europeia que mais me cativou.

Bloguitica – a política e os seus corredores, as suas linhas sinuosas, as suas interpretações.

a fundaSão – um minete à massa cinzenta, com conteúdo adulto e só lá vai quem quer.

Mais sobre as comemorações do BlogDay podem ser lidas aqui.
Para consultar os blogues aderentes dê uma vista de olhos no

Share

HOJE (COMO HÁ UM ANO)

30 de Agosto de 2005

Na hora de insónia
Tenho o céu por companhia.
Que hora é esta
Em que a Lua se esconde
Para além das nuvens?

Dispo-me
E nu entro nessa orgia
Que é fazer poesia
A olhar os astros.

Na hora do êxtase
Digo-lhe as palavras
Com que ela me abraça
E as nuvens desaparecem.

Bem vinda insónia
Que me mantém os olhos abertos
Para que não se perca
Um só segundo desta visão.

Sim, a insónia é um sonho
Que desagua na alma
Como a nossa paixão
Na alvura dos lençóis.

De paixão e amor
Falam os poetas.
De sonhos e insónias
Falo eu agora.

Que a Lua regressou.
E com ela o sonho.

Para ti.

Share

RECADOS

30 de Agosto de 2005

Não os mando por ninguém. Não é do meu feitio.
E aquilo que tenho a dizer, digo mesmo e assino, para que não restem dúvidas.
A que propósito vem esta conversa?
Porque, em comentário ao Paulo Querido, disse que considerava este um dos post mais presunçosos que conheço na blogosfera.
Para que conste nas actas desta Praça.

Share

MERCADO AMBULANTE

30 de Agosto de 2005

Mais conhecido por “El Corte Ingles”. Sim, porque a malta cá de Beja também tem direito a essas coisas boas e baratas importadas de Espanha (mas confeccionadas sabe-se lá onde).
Mas, dizia eu, esse mercado, que tem assentado bancas junto à Praça de Toiros cá do burgo, tem um projecto de deslocalização (bem dito) para um outro local.
A autarquia anunciou a abertura do novo espaço para o princípio de Agosto.
Falso alarme.
Em cada Sábado que passa, é ver os utentes do Mercado a saltar do novo para o velho espaço.
Só que, no passado Sábado, nem no velho nem no novo.
Tal como eu alertara aqui, pior que errar é insistir no erro.
E a solução está ali tão perto…

Share

NOVOS BLOGS

30 de Agosto de 2005

Era previsível. Foi até anunciado.
Com a proximidade de mais um acto eleitoral, a blogosfera ganhou força.
Não com os blogues já existentes, onde se verificam algumas deserções para proteger a imagem pessoal durante a campanha, mas com o surgimento de novos blogues.
E há blogues para todos os gostos e em todos os quadrantes.
Não tenho dúvidas de que a grande maioria (provavelmente todos) destes blogues desaparecerá após o 9 de Outubro. Acompanharão a queda outonal das folhas das árvores. E tal como estas, deixarão lixo espalhado, à espera que outros o limpem, à espera que a blogosfera readquira a credibilidade.
Aqui na cidade e no distrito é assim que vai ser, a avaliar pelo estilo, postura e linguagem dos recém criados blogues.
Após a tempestade, podem ficar descansados, virá a bonança.
Aos que agora se decidiram por esta nova forma de comunicação, se me permitem, deixo um conselho: não sujem muito a casa do vizinho, porque muitas vezes o lixo extravasa e acaba por vir parar à nossa porta.

Share

BLOGDAY

29 de Agosto de 2005

É no próximo dia 31.
Como funciona?
Durante o dia 31 de Agosto, bloggers de todo o mundo farão um post a recomendar a visita a novos blogs, de preferência, blogs de cultura, pontos de vista ou atitude diferentes do seu próprio blog. Nesse dia, os leitores de blogs poderão navegar e descobrir blogs desconhecidos, celebrando a descoberta de novas pessoas e novos bloggers.
Leia aqui.

Share

AS CRíTICAS DE PITA AMEIXA

29 de Agosto de 2005

… a João Paulo Ramôa, publicadas na edição de 6ª feira do Diário do Alentejo, não são originais.
Pita Ameixa é, também nas críticas, um aliado de Raul dos Santos e repete o que o deputado do Porto já havia dito aqui.
Sabendo-se que ambos se sentam no mesmo hemiciclo, andam perdidos nos mesmos corredores e escrevem lado a lado no mesmo semanário, não é de admirar que se comecem a copiar.
Em política, o que parece….

Share

DOMINGO

28 de Agosto de 2005

Share

PUBLICIDADE

27 de Agosto de 2005


foto: joão espinho

A dois passos da minha casa: Expresso, Visão, Sábado, Público, DN, JN, Multibanco, Português Suave (vermelho), Frize, água do Luso, Crunch, gelados Olá, produtos Fermentopão, Madalenas com recheio de chocolate, todas as pastilhas elásticas do mercado, etc… e, muito importante, café a 0,45

Share

QUEM NÃO SE SENTE…

25 de Agosto de 2005

“Passei ontem (como quase todas as noites) pela Praça da República. Quer se queira quer não, e DOA A QUEM DOER, o Praça tornou-se um blog de referência para quem vive em Beja, seja lá o que fôr que signifique “referência”. E isto acarreta uma responsabilidade incrível para o seu “senhorio”, desde evitar mal-entendidos naquilo que publica, como esclarecer algo que possa ter ficado escondido entre linhas.”

É assim que o Celtiberix começa um post que me sensibilizou profundamente.
Conheço-o há largos anos, fomos colegas nos estudos e cruzamo-nos regularmente nas ruas da cidade que nos viu crescer.
E sensibilizou-me porque sei que aquilo que ele escreveu lhe saiu do coração e lhe foi ditado pela sua pureza. Como ele diz, e muito bem, nem ele nem eu precisávamos disso. Porém, pertencemos a uma geração que ainda dá valor a determinadas atitudes, que enaltece a frontalidade, que recusa a subserviência e a hipocrisia.
E estamos ambos à vontade nestas questões: ele veste uma camisola de cor diferente da minha, mas nem por isso deixamos de estar do mesmo lado da barricada.
Não te agradeço as palavras, Palma Aleixo, porque sei que não gostarias, mas permite-me que te dê os parabéns por seres quem és e como és.

Share