Mai 31 2005

O meu chá de hortelã

Publicado por as 0:50 em Intimidades

Nessa tarde o Sol escaldava o bastante para apetecer uma limonada bem fresca, algo que conseguisse atenuar o calor desse último dia de Maio.
Não lhe apetecia sair, mas ao mesmo tempo algo o impulsionava a desafiá-la.
Convidá-la para sua casa não era hipótese viável. Com que motivos, que razões apresentar?
Mas queria ardentemente estar perto dela, ver-lhe os olhos, sentir-lhe o cheiro.
Convidou-a para um chá. O seu chá preferido. Que sabia lhe iria refrescar a boca e os impulsos.
Na pastelaria pediu que lhe preparassem 2 chás e, se possível, o servissem bem fresco.
Quando ela chegou, o chá estava pronto. Ele olhou-a e percebeu que ela o estava a analisar profundamente.
Sentiu-lhe o aroma do perfume que trazia. O sorriso pareceu-lhe único.
Ela bebia-lhe as palavras enquanto saboreava o chá. Ou talvez o contrário.
Trocaram breves ideias sobre coisas vulgares.
Despediram-se.
Mas sabiam que aquele seria o primeiro. De muitos encontros.

(um ano depois, após encontros e desencontros, estamos juntos. e posso gritar que te amo)

Share

6 Resposta a “O meu chá de hortelã”

  1. Passo diz:

    Pelo q li . .xá de hortela hehehe

  2. Mad diz:

    🙂 Também de amo…

  3. charlie diz:

    Que seja o primeiro de muitos anos de chá da boa erva! 🙂
    Felicidades|

  4. agatha diz:

    Parabéns pela disponibilidade de dar e receber amor!!!

  5. casim diz:

    Já dei os Parabéns a ela e agora dou-os a ti. O Amor é tão lindo! Felicidades.

  6. Miguel Pestana diz:

    O Amor cresce a cada dia que passa. Que o Sol os ilumine a cada beijo que trocarem, a cada olhar um desejo, a cada instante um momento de ternura, e que assim perdure até ao fim dos vossos dias.