Arquivo de Abril de 2005

DESTAQUE – BLOG

30 de Abril de 2005

É um local de encontros e desencontros gastronómicos, onde os cheiros e os paladares desfrutam e falam do que é bom…ou nem por isso!
É o Gastr’eat’ e escreve do Alvito. Bem vindo à blogosfera.

Share

OVIBEJA – 30 de Abril

30 de Abril de 2005

Do programa de hoje, destaca-se:

12H30 – Chegada do Presidente da República
14H30 – até às 18.00 – Animação de Rua – Coordenada pela Escola Bento de Jesus Caraça de Beja: Artes Circenses, Pintura Facial, Animação de Sombras, Artes Plásticas, Jogos Tradicionais;
15H00 – Sessão Oficial de Abertura, presidida pelo PR;
17H00 – 9ª Grandiosa Corrida de Touros OVIBEJA;
22H30Funkoffandfly + Pluto – Local: Arena Multiusos

Share

selfpic

29 de Abril de 2005

Image hosted by Photobucket.com
trabalho de oliver Muth sobre auto-retrato de João Espinho

Bom fim de semana.

Share

FEMININO/MASCULINO -8-

29 de Abril de 2005

Fecho os olhos e recordo a sua imagem em cima de mim, o cabelo molhado em tons dourados, os seus olhos de felina como que a devorarem-me enquanto o seu corpo impunha um ritmo ofegante.
Regresso ao quarto e vejo-a sentada na cama a arranjar o cabelo
.”

Também a Mad aceitou o repto. E dançou o tango. No masculino.

05akte01robert-wasinger.jpg
foto: Robert Wasinger

Share

CONTO DA MADRUGADA -5-

29 de Abril de 2005

Image hosted by Photobucket.com

foto: selin

Exausta, levantou-se. Num gesto impulsivo, jogou as flores para o lixo, vestiu-se e saiu porta fora.
Na rua começava a chover.
Mas ela pouco se importou.
Marcou o número, sem a certeza de ser ouvida. Ele estava sempre acompanhado, com mulheres a quem fotografava, a maior parte das vezes nuas. E com quem, tinha a certeza, estabelecia um jogo de sensualidade que acabaria em sexo.
Sem hesitações pediu-lhe que a fotografasse, que a usasse como imagem, como mulher.
Enquanto se despia reparou no seu olhar contemplador. Apesar de parecer entretido com as máquinas e luzes, ele estava objectivamente interessado no corpo dela, o que a fez sentir-se desejada.
Aproximou-se dele e pediu-lhe para que ele se deixasse fotografar. Queria ser ela agora a comandar. Começou por lhe despir a camisa. Com as mãos percorreu-lhe o tronco.
Quando ficou completamente nu, e também já ele a fervilhar de desejo, ela encostou-se à parede, puxou-o para si, beijando-o no pescoço e agarrando-lhe no sexo. Ele estaria nesta ocasião preparado para a penetrar. Ela, porém, afastou-se dele, olhou-se no espelho e dirigiu-se para a casa de banho.
Os gemidos que ele ouviu, pensou, não seria capaz de registar em fotografia.

Share

MÉRTOLA – FESTIVAL ISLÂMICO

29 de Abril de 2005

Image hosted by Photobucket.com

Djellaba, kamiss, hijab e o Souk (mercado de rua). Tudo isto e muito mais, no Festival Islâmico, que decorre na vila de Mértola, de 19 a 22 de Maio.
Depois do Encontro “Blogs na Planície”, a 21 de Maio, este será seguramente um evento a visitar.

Share

Bom dia!

29 de Abril de 2005

Image hosted by Photobucket.com

Ofereço-te esta flor, que tem o aroma do Amor.

Share

CRÓNICA RÁDIO PAX (29-4-2005)

29 de Abril de 2005

O Parque da Cidade, provavelmente a obra mais emblemática da intervenção POLI’s na cidade de Beja, foi recentemente distinguido com um Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista, auferindo um 3º lugar entre 17 projectos.
Devo dizer que, desde o início das obras do POLI’s, este era o projecto que eu considerava mais ambicioso, quer pela volumetria, quer também por aquilo que poderia vir a constituir um novo e nobre espaço de lazer para os bejenses.
Sou visitante habitual do Parque, onde tento descobrir novas imagens fotográficas e as minhas filhas, dada a proximidade de casa, escolheram o Parque como o seu local preferido para brincar ao fim da tarde.
Com o que disse atrás, fica a imagem de que o Parque é o espaço de lazer preferido por toda a gente.
O Parque enferma, porém, de alguns males que, a não serem prontamente corrigidos, tornarão aquele espaço em mais um lugar desinteressante, como alguns existentes nesta cidade.
Não quero aqui sublinhar com grande ênfase o espectáculo de sujidade e falta de urbanidade que invadiu o Parque no passado dia 25 de Abril. Desde as tendas de venda de imitações fraudulentas de roupa de marca, que habitualmente enchem aos Sábados o espaço junto à Praça de Toiros, passando pelo caótico serviço de aluguer das embarcações, tudo isso transformou aquele lugar numa imundície enorme e num Parque muito pouco apetecível.
Espero que aquele tenha sido um acaso e que os responsáveis pelo Parque estejam atentos aos oportunistas que não deixarão escapar os dias de enchente para ali fazerem os seus negócios.
Mas o Parque tem, como disse, falhas importantes.
As instalações sanitárias são inexistentes ou insuficientes.
Tal falha leva a que, os mais afoitos, façam as suas necessidades onde muito bem lhes apetece e quando as urgências apertam.
Os baldes para o lixo são escassos, diria mesmo, muito escassos, o que, como é óbvio, leva a que o mesmo seja jogado para o chão, provocando um aspecto de evidente sujidade. É verdade que a boa educação e os costumes de alguns utilizadores dos espaços públicos deixam muito a desejar. Mas, como se costuma dizer, a ocasião faz o ladrão.
Também as bicas de água, daquela que mata a sede, estão secas. Sabe-se que a seca assola a região, mas não acredito que seja ela a culpada por os bebedouros estarem enxutos.
É também a falta de civilidade que leva a que os espaços relvados estejam sempre cheios de dejectos caninos, nada agradáveis para as solas dos sapatos e muito menos para o nariz. No entanto, se o Município fizesse aplicar a lei, através de fiscais autorizados, estou em crer que a maior parte dos animais passaria a fazer os seus serviços à porta das casas dos seus donos.
Também a falta de bares, esplanadas e outros espaços da restauração afasta muitos potenciais visitantes. Sabemos que os concursos para a concessão desses espaços estão a decorrer ou já em fase final, mas bolas, não houve capacidade de previsão e planeamento para que agora, que o calor chegou, tivéssemos já à nossa disposição esses serviços?
Outras falhas estão detectadas, como a insuficiente e deficiente iluminação nocturna, a falta de policiamento que afaste os habituais arruaceiros, a inexistente legendagem dos escritos arábicos no Jardim dos Cheiros, para além da degradação já evidente nalguns locais do Parque.
Se ao que disse somarmos uma até agora inexistente programação de animação, com espectáculos de pequena duração, exibição de artífices dos diversos campos das Artes, e de outras diversões, se assim continuar, dizia eu, os munícipes não regressarão ao Parque, vão virar-lhe as costas, como já fizeram ao Centro Histórico da cidade, e aquele espaço tornar-se-á em mais um erro, como tantos outros a que a nossa Câmara Municipal já nos habituou.
Desejo a todos um bom fim-de-semana que terá, obrigatoriamente, uma visita à OVIBEJA.

Share

Programa (o logotipo oficial

29 de Abril de 2005

Image hosted by Photobucket.com

Programa

(o logotipo oficial está quase pronto)

Share

FEMININO/MASCULINO -7-

29 de Abril de 2005

O Fernando aceitou e a transsexualidade invadiu-lhe o soneto.
É agora o Número Perfeito de Um Cidadão do Mundo.

Share

FEMININO/MASCULINO -6-

28 de Abril de 2005

Mas ela voltou a palma da mão para cima, meteu-ma no meio das pernas e agarrou-me firmemente.
Abriu os olhos lentamente e fitou-me longamente, como se avaliasse as minhas reacções.
Disse por fim: “Quero-te … agora … não consigo resistir mais
.”

O repto aqui lançado propaga-se.
A Maria, do Puta de Vida…ou nem tanto, escreve no masculino e com Óleo de Tangerina.
Para ler e…. massajar a alma.

Share

MAURICIO PINILLA

28 de Abril de 2005

… muito aplaudido aqui em casa.
Pelo golo da vitória. Espera-se que o falhanço (que convertido daria o 3-1) seja redimido na 2ª mão.
Como disse atrás: Sporting, força!

Image hosted by Photobucket.com

Share