Jul 23 2004

CRÓNICA RÁDIO PAX

Publicado por as 11:26 em Crónicas

Ausente durante 2 semanas deste espaço de opinião aqui na Rádio Pax, volto hoje para DOIS muito breves apontamentos:

1º – Viver em Beja está a tornar-se um martírio. Não nos bastavam já essas obras POLIS, mais as suas inestéticas consequências, agora estamos sujeitos a constantes cortes no abastecimento de água. Num dia desta semana, mais uma vez, as torneiras calaram-se logo pelas 7 da manhã para só voltarem a desempenhar as funções para que foram criadas quando o Sol se estava a pôr. Obviamente que não é a Empresa responsável pela gestão das águas municipalizadas que manda cortar a água a seu belo prazer. Mas a EMAS poderia sair do casulo para onde se remete e vir a público revelar o estado em que se encontram as condutas de água, explicar o porquê destes constantes cortes no abastecimento e falar-nos da qualidade da água castanha que diariamente sai das nossas torneiras.
A EMAS prefere fazer de conta que tudo está bem e limita-se a, mensalmente, nos debitar a factura de consumo.
Os bejenses vão ficando fartos deste mau serviço municipalizado, não admirando pois que venham a aderir a um projecto de privatização das águas. Veremos.

2º O Partido Socialista é uma caixinha de surpresas. Vencedor claro das últimas eleições para o Parlamento Europeu – (foi há pouco mais de 1 mês, lembram-se?), logo na noite do rescaldo eleitoral o seu líder começou a dar tiros nos pés ao anunciar a sua recandidatura ao cargo de secretário-geral. Obviamente que, no dia seguinte, as oposições internas se vieram colocar na linha de partida, não deixando Ferro Rodrigues saborear a vitória. Ferro Rodrigues que, aproveitando a boleia de uma decisão Presidencial, achou por bem abandonar o cargo, deixando o caminho livre aos seus opositores. Desde a D. Constança, que diz que vem à festança mas afinal não vem, passando pelo mediático Sócrates, todos no PS aspiraram ou aspiram a ser primeiro-ministro. Agora, Manuel Alegre também deseja chegar à liderança da Oposição. Desejo ardentemente que seja este a ganhar. A esquerda ficaria muito mais bem servida, pois ao “pateta alegre“* Louça, juntar-se-ia o poeta alegre Manuel, o que faria a alegria dos portugueses que aderiram à política folclore.

* obrigado JCD pela expressão.

Share

7 Resposta a “CRÓNICA RÁDIO PAX”

  1. Maria diz:

    Apenas para referir que leio aquilo que escreve neste (e noutros) blog(s) desde que tenho conhecimento da existência do mesmo(s).
    Não tenho o hábito de deixar comentários pois a ideia que tenho é que é um bocado desigual a relação que se estabelece entre os dois lados de uma situação como esta, uma vez que há uma vertente que se expõe e outro que está numa postura de “prazenteira” passividade.
    Contudo, hoje decidi dizer-lhe que aprecio bastante a infomação que aqui coloca e o modo dinâmico como o faz, o que origina que, quem o visita, tenha motivações para lá voltar.
    E não é pequeno o número de pessoas que o faz.
    Felicidades!

    Maria

  2. Funnysunny diz:

    Caro nikonman…
    Vi a tua resposta e levei em conta a tua sugestão…

    Já pensaste em escrever romances…? gostei imenso dos posts da célia…e acho dignos de um romance…

    A minha dúvida, no entanto persiste…:é verdadeira ou n esta bela personagem…aliás… depois de ler todos os posts da célia…originou-se uma outra dúvida: esse João existe mesmo?? Será possivel? ou é uma reinterpretação da relidade…?

    Em qualquer dos casos…parabéns…li com muito gosto…e continuarei atenta aos desenvolvimentos…

    Já agora…se me puderes esclarecer estas dúvidas relacionadas com as personagens…se bem que a história poderá perder com essa desmistificação 😉

    Talvez…seja preferivél…as minhas dúvidas ficarem inquietas durante mais algum tempo…

    bjokas

  3. nikonman diz:

    @silvia – a resposta foi por correio electrónico.

  4. Funnysunny diz:

    Realmente…já tinha reparado nos “enigmas”…e tem toda a coerência…para complementar a célia…

    Mas prefiro mesmo a Célia!!

    E se romances…só na vida real…então este n poderá ser um romance…no sentido em que na vida real são raros os romances em que realmente nos apercebemos destes sentimentos…e os conseguimos relatar…

    O engenho pode faltar…mas a arte…definitivamente não!

    😀 Bjokas

  5. Funnysunny diz:

    faltava apenas uma resposta: sou ribatejana…(o vosso oposto), mas escrevo de LX.

  6. Anónimo diz:

    não era má ideia se respeitassem as pessoas.

  7. Anónimo diz:

    não era má ideia se respeitassem as pessoas.