Out 27 2003

Harry Potter

Publicado por as 10:16 em Geral

Já está à venda o último livro de J.K.Rowling. Dito desta maneira, certamente que muitos dos que vão correr a comprá-lo não associarão o nome da autora à obra. Mas se vos falar em Harry Potter, então já todos sabemos do que se trata.
Este capítulo da saga HP terá uma edição portuguesa de 100.000 exemplares. Certamente que se venderão muitas dezenas de milhar. Duvido que este número corresponda ao verdadeiro número de leitores efectivos. Não acredito em consumidores de livros com 750 páginas. Estamos em Portugal, país onde os jornais com maior tiragem tratam de futebol e respectivo mundo.
Bem, mas nesta coisa do Harry P. estamos à frente de espanhóis, franceses e alemães. Em Espanha, o livro só será publicado em Fevereiro de 2004 (500.000 exemplares para Espanha, 300.000 para o mundo hispano-americano e 50.000 em catalão). Na Alemanha o livro só estará à venda em Novembro (dia 8, Sábado), com uma edição de 1.500.000 exemplares. Refira-se que, neste país, a edição em inglês vendeu até agora 700.000 exemplares. O mundo francófono só em Dezembo terá direito a ver o livro nos escaparates.
Quanto ao título do livro: parece-me que há por aí uma certa desorientação na equipa de tradutores. Em que é que ficamos? “A Ordem de Fénix” ou a “Ordem da Fénix”? Tem a palavra a Associação Portuguesa de Tradutores.
Mais uma curiosidade: na Alemanha, a editora Carlsen autorizou (cedeu direitos) os periódicos editados pelas associações de apoio aos sem-abrigo a publicar nas suas páginas (a partir de 25/10) o 1º capítulo deste livro.
Outra curiosidade: em Espanha os “pottermaníacos” não querem esperar pela edição do livro. Assim, através de diversos foruns na internet, a obra já está a ser traduzida. Inexplicavelmente, alguns destes espaços foram encerrados. Também na República Checa as autoridades não permitem que tradutores-internautas abram espaços para publicar as suas traduções. No entanto, na Alemanha, podem ler-se dezenas de traduções. Basta ir ao Google que elas aparecem. A própria editora tem estado atenta a este fenómeno, olhando-o com agrado, pois “é uma actividade que fomenta o desenvolvimento linguístico”.
Na posse deste elementos, podemos dizer que HP não é só um fenómeno confinado às magias criadas por Rowling. E ainda bem que assim é.

Share

Não são permitidos comentários.