Fev 18 2019

Vice-campeãs

Publicado por João Espinho

Share

Fev 16 2019

HMB – Passatempo

Publicado por João Espinho

1 – A que se refere a sigla HMB?
2 – Em que ano iniciaram a sua carreira?
3 – Diga o nome de um dos êxitos dos HMB.

Respostas para joaoespinho@gmail.com com indicação do nome do/a concorrente (1).
O/A vencedor/a será contactado/a por mail com as indicações para obtenção do prémio*. Não serão aceites respostas deixadas nas caixas de comentários nem no facebook. Não serão publicados os nomes dos vencedores. O bilhete de oferta será entregue na bilheteira a partir das 20H00 de hoje.

(1) Os dados recolhidos não serão usados para qualquer outro efeito.
* bilhete grátis

Passatempo ENCERRADO. Obrigado aos participantes, parabéns aos vencedores.

Share

Fev 15 2019

Bom fim de semana

Publicado por João Espinho


foto: j.

Share

Fev 15 2019

“Koalas” chegam à Base Aérea de Beja

Publicado por João Espinho


foto: Juan Carlos Pando

A Base Aérea N.º 11, em Beja, vai acolher a cerimónia de receção do novo helicóptero da Força Aérea, o AW119MK II – “Koala”, no dia 18 de fevereiro.
A cerimónia, que terá início pelas 15h30 no hangar da Esquadra 552 – “Zangões”, será presidida pelo Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho.

Share

Fev 15 2019

Marciano ou Gonçalo?

Publicado por João Espinho

Marciano ou Gonçalo? PSD escolhe novo líder

De um lado surge um militante histórico, fundador do partido na região e que teve grande actividade política durante o período “cavaquista”; do outro lado um jovem social-democrata, que presidiu fugazmente a uma das mais importantes concelhias do partido no Baixo Alentejo (a de Ourique) e que tem sido um dos “rostos” mais visíveis na região no apoio a Rui Rio.
É entre Marciano Lopes e Gonçalo Valente que os militantes do PSD no distrito de Beja vão ter de escolher para liderar os destinos da Distrital laranja nos próximos dois anos, numa “corrida” que não conta com o actual presidente, João Guerreiro.
As eleições na Distrital de Beja estão agendadas para este sábado, 16 de Fevereiro, e surgem num dos momentos mais críticos da existência do partido no Baixo Alentejo. (continue a ler aqui, com a constituição das listas)

Share

Fev 14 2019

O futuro do Museu Regional de Beja

Publicado por João Espinho


Organizado pela Associação de Defesa do Património de Beja.

NOTA: o debate realiza-se dia 20 e não como inicialmente divulgado.

Share

Fev 14 2019

Amor é…

Publicado por João Espinho

Quando tens encontros secretos com o amante e não o confrontas com as traições e promessas não cumpridas.

Share

Fev 12 2019

Beja – uma traição

Publicado por João Espinho

Foi uma conjugação de astros: o governo é do PS, a Câmara Municipal de Beja é do PS, a CIMBAL é do PS. E com este alinhamento de astros, os socialistas traem Beja e os seus cidadãos. Leiam e comentem o que escreve a Associação de Defesa do Património de Beja:


Museu Regional de Beja!!!

O Conselho de Ministros aprovou em Decreto-Lei na passada semana a passagem da tutela do Museu Regional de Beja para a Delegação Regional da Cultura do Alentejo, com sede em Évora. Hoje, dia 11 de Fevereiro de 2019, estiveram no Museu a senhora Delegada da Cultura do Alentejo e os representantes da CIMBAL para agilizar o processo de transferência.
Deste modo a CIMBAL transfere não só o edifício como todo o acervo do museu para aquela delegação. Quando se pensava que a transferência desta instituição cultural passaria, um dia, para a Câmara Municipal de Beja, acabou por ir parar a outras mãos.
A adpBEJA – Associação para Defesa do Património Cultural da Região de Beja tem muitas questões a colocar ao destino deste filho mau amado que foi sempre o Museu. Parece que se andou a passar a bola de umas mãos para outros, como se queimasse.

O que pensam os bejenses disto?”
Se isto não é uma traição, digam-me o que é.

Share

Fev 09 2019

Paulo Arsénio e o Diário do Alentejo

Publicado por João Espinho

Durante a “novela” em que se transfomou o “saneamento” de Paulo Barriga da direcção do Diário do Alentejo, houve um profundo silêncio por parte dos diversos actores afectos ao Partido Socialista e com responsabilidades directas em todo este processo. O silêncio que mais me incomodou, e que se transformou num sublime acto de cobardia, veio da parte de Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja. Um silêncio que, para alguns, resulta do seu feitio apaziguador, tolerante, isto é , a característica do tal “bom moço” que um dia decidiu candidatar-se (e ganhar) à presidência da CMB.
Se é verdade que qualquer político deve manter-se em silêncio sempre que o discurso o possa beliscar ou prejudicar, no caso de PA a coisa tinha ares de uma certa estranheza. Campeão de “posts” no Facebook, onde se auto-elogia pela obra que está a ser feita, que vai ser feita, ou que ele quer venha a ser feita, no caso do Diário do Alentejo, o silêncio do presidente da Câmara de Beja não foi nada inocente. Incapaz de reconhecer publicamente o trabalho feito por Paulo Barriga, Paulo Arsénio deu a entender que queria passar pelas gotas de água sem se molhar. Foi por pouco tempo. Com tanta coisa a acontecer na cidade e no concelho, Arsénio decide, ontem, num dos seus escritos na rede social, promover um trabalho (video) do actual Director do DA ( o tal que ganhou o concurso por ser barato e saber fazer videos). Paulo Arsénio pode escrever o que entender, a página no FB é sua, mas não se pode esquecer que é presidente de uma Câmara e que está sujeito ao escrutínio dos munícipes. E que as eleições se ganham nas urnas, precisamente no mesmo local onde elas se perdem.
Mais uma vez, está mal!

Share

Fev 08 2019

Bom fim de semana

Publicado por João Espinho

Share

Fev 08 2019

Correio Alentejo

Publicado por João Espinho

Share

Fev 03 2019

Festival do Cogumelo

Publicado por João Espinho

Cabeça Gorda, no concelho de Beja, será palco, entre os dias 8 e 10 de Março de 2019, de mais uma edição do Silarca Festival do Cogumelo, organizado pela junta de freguesia. De acordo com a autarquia, o festival “é um evento que celebra os recursos silvestres e micológicos, ancestral prática na gastronomia local, enquanto valor patrimonial de excelência cruzando os saberes tradicionais, o cante e os produtos naturais”.

Share