Ago 04 2015

Sobretaxa – Adeus devolução?

Publicado por João Espinho

dinheiro voa

A UTAO analisou os dados de receita fiscal dos primeiros seis meses do ano e conclui que existe um desvio na receita fiscal que, a estender-se até ao final do ano, equivalerá a 660 milhões de euros.

Share

Ago 03 2015

O que os une?

Publicado por João Espinho

PCP

São todos do PCP

Share
pub. Untitled Document
Jornal Correio Alentejo
 

Alentejo 2020 celebra protocolos com municípios

Deputado do PCP fez balanço da legislatura

Quatro detidos em Beja por tráfico de droga

Ago 02 2015

Tempo de confiança com humor

Publicado por João Espinho

tempo de confiança

O cartaz de António Costa encheu de humor as redes sociais e está a ser criticado dentro do partido. Veja mais aqui.

Share

Jul 31 2015

bom fim de semana

Publicado por João Espinho

bfds31jul

Share

Jul 31 2015

Há quem não se resigne

Publicado por João Espinho

sapo

    A decisão atribuída a Passos Coelho de indicar para cabeça de lista da coligação Portugal à Frente, a deputada Nilza de Sena, que não tem qualquer ligação à região, deixou o ambiente na organização de Beja do PSD “de cortar à faca”, descreve um militante social-democrata.

Já Carlos Valente, vice-presidente da Distrital de Beja do PSD, não poupou nas palavras nem se escondeu no anonimato para descrever o que lhe vai na alma: “O presidente do PPD/PSD demonstrou uma enorme falta de respeito democrático e uma postura arrogante que não fica bem a um líder” ao impor como cabeça de lista, quem “não tem qualquer afinidade/ligação ao distrito”.

Apesar de reconhecer que o presidente do partido tem autonomia para tomar uma tal decisão, não lhe parece “adequado que o tenha feito sem informar, com a devida antecedência, a estrutura distrital”, prossegue Carlos Valente, frisando que ficou com um “sentimento profundo de se estar perante um enorme erro político”. O seu nome deixou de constar na lista, por decisão própria.

O estado de alma expresso por este dirigente social-democrata não é um caso isolado, como ficou expresso na reunião da Assembleia Distrital de Beja realizada quinta-feira à noite. Outro militante confidenciou ao PÚBLICO que “não havia lista”, poucas horas antes da Comissão Política da Distrital de Beja ter aprovado “por unanimidade” a sua composição final.

Antes da reunião apenas constava o nome de Nilza de Sena. O “mal-estar era tão grande” que Maria Palma Pires decidiu abandonar a lista alegando “repulsa à forma como o processo foi conduzido”.

A discussão prolongou-se, assim como a incerteza sobre os candidatos que aceitariam concorrer às próximas eleições legislativas com Nilza de Sena. O centro de debate era Mário Simões, que a comissão política distrital tinha aprovado por unanimidade para encabeçar a candidatura pela coligação PSD/PP, opção que Passos Coelho não aceitou, impondo a decisão que acabou por “dividir o partido” na região.

Mário Simões, que nas últimas eleições ocupou o segundo lugar da lista encabeçada pelo actual comissário europeu Carlos Moedas, aceitou recandidatar-se novamente e na mesma posição, decisão que contribuiu para o apaziguamento das posições críticas.

Nas justificações apresentadas através de comunicado, o número dois da lista assinala tratar-se de uma “escolha pessoal (Passos Coelho) e estatutária do presidente do partido” e que, no PSD, “é menos importante a parte que o todo”, assinalando que “qualquer militante que integre a sua estrutura partidária está, do ponto de vista ético, sujeito às decisões que forem tomadas com base no fundamento estatutário.”

A partir daqui, o comunicado procura incentivar os candidatos que integram a lista da coligação “a tudo fazer para que o círculo eleitoral de Beja continue a ter representação social-democrata”.

Um remoque final com destinatário bem identificado. “Em qualquer circunstância o custo da irresponsabilidade de não aceitar é sempre maior, ao custo do constrangimento da imposição” e que “este não é o momento para vaidades pessoais”.

Foi a nossa vez de engolir sapos vivos” comentava outro militante social-democrata, depois de conhecida a composição da lista, “agastado” pelo facto da direcção do partido “insistir em colocar em Beja pára-quedistas, como se a região não tivesse gente à altura da função”. Em Portalegre e Évora os cabeças de lista são os respectivos presidentes das distritais, um pormenor que não escapou a este militante, que diz duvidar que a coligação eleja Nilza de Sena, “tal é a divisão que a candidata provocou na organização de Beja e numa região onde o PSD tem crónicas dificuldades de implantação”.

O primeiro sinal de divisão surgiu esta sexta-feira, durante a cerimónia de assinatura do acordo, entre a ANA-Aeroportos de Portugal e a Aeroneo, para a construção e exploração de uma unidade industrial de manutenção e desmantelamento de aeronaves no Aeroporto de Beja.

Nilza de Sena esteve presente ao lado do secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, mas o número dois da lista Mário Simões primou pela ausência.

A candidata escusou-se a fazer quaisquer comentários sobre a sua candidatura a Beja, comprometendo-se a falar “só depois da apresentação da lista”, uma postura igualmente seguida por Mário Simões, que se recusou a prestar declarações quando instado pelo PÚBLICO. (aqui)

Share

Jul 31 2015

Diário do Alentejo

Publicado por João Espinho

diario alentejo

Share

Jul 31 2015

Começa amanhã o êxodo para sul

Publicado por João Espinho

1 de agosto

Leia aqui os truques para evitar as estradas congestionadas na grande migração rumo a sul.

Share

Jul 30 2015

Então para que serve uma Distrital?

Publicado por João Espinho

psd

Transcrevo na íntegra:

    “A distrital de Beja do PSD, reunida ontem, conhecida a escolha da cabeça de lista da Coligação pelo círculo eleitoral de Beja, às próximas eleições legislativas, torna pública a sua posição.
    A Assembleia Distrital e a comissão política aprovaram, por unanimidade, a lista da Coligação por Beja, enviada para a direção Nacional do Partido.
    Na sequência desta posição, foi aceite a lista proposta juntando-se assim à cabeça de lista Nilza Sena, escolha pessoal e estatutária do presidente do Partido.
    Importa deixar claro que no PSD, é menos importante a parte que o todo. E qualquer militante que integre a sua estrutura partidária, está, do ponto de vista ético, sujeito às decisões que forem tomadas com base no fundamento estatutário.
    Neste sentido, compete agora aos candidatos que integram a lista por Beja, tudo fazer para que o círculo eleitoral de Beja continue a ter representação social democrata na Assembleia da República.
    Este não é o momento para vaidades pessoais. É o momento para trabalhar em conjunto.
    E em qualquer circunstância o custo da irresponsabilidade de não aceitar é sempre maior, ao custo do constrangimento da imposição!
    A Comissão Política Distrital de Beja
    Beja, 30 de Julho de 2015″

Para que servem estruturas como as distritais e as concelhias? Enfim…

Share

Jul 30 2015

Mapa de Europa desde o ano 1000 até 2012.

Publicado por João Espinho

Share

Jul 29 2015

A bicicleta e os funcionários públicos

Publicado por João Espinho

bicicleta

Governo quer funcionários públicos a andar de bicicleta. E a partilhar carros do Estado.
Então vá!

Share

Jul 29 2015

Dona Ana

Publicado por João Espinho

dona ana
foto: daqui

Share

Jul 29 2015

Imagens de campanha

Publicado por João Espinho

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.
Está oficialmente aberta a temporada da análise das imagens das legislativas de 2015. (Aqui)

Share